Governo pede à Kobe Steel que informe a real extensão de falsificação de dados

No mais recente escândalo a atingir a indústria japonesa, governo japonês pede informações à Kobe Steel por falsificação de dados sobre qualidade do aço.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Os materiais afetados são usados em uma ampla variedade de produtos que podem incluir foguetes, aeronaves e carros (NHK/reprodução)

Na quarta-feira (11), o governo japonês exigiu que a fabricante de aço Kobe Steel esclareça a extensão de manipulação de dados de inspeção sobre aço, alumínio e outros metais usados em uma ampla variedade de produtos que podem incluir foguetes, aeronaves e carros, no mais recente escândalo de qualidade a atingir a indústria japonesa.

Publicidade

A Kobe Steel, a terceira maior fabricante de aço do Japão, anunciou que entre 1º de setembro de 2016 e 31 de agosto deste ano, ela vendeu materiais de alumínio e cobre usando dados falsos sobre aspectos como a resistência do produto.

O vice- secretário chefe do gabinete Kotaro Nogami disse aos repórteres que o governo estava buscando mais informações sobre o problema e tentando determinar seu possível impacto sobre a segurança do produto. Ele criticou a falsificação aparentemente generalizada de dados como “inadequada.”

Cerca de 200 dos clientes da Kobe Steel, incluindo fabricantes de equipamentos de defesa, foram afetados, disse Nogami. Ele não identificou as empresas pelo nome, mas várias montadoras disseram na quarta-feira (11) que estão cientes do problema e que estão investigando.

Não ficou claro se o total de 40.900 toneladas de produtos envolvidos incluiu envios a outros países.

O problema foi descoberto durante inspeções internas e “controles de qualidade de emergência”.

A Kobe Steel disse que estava entrando em contato com os clientes e trabalhando para verificar a segurança dos produtos fornecidos por ela.

Vários escândalos relacionados à qualidade de produtos

Escândalos de qualidade de produtos têm vindo à tona no Japão com crescente frequência nos últimos anos. Em um dos maiores, a fabricante de peças para carros Takata Corp., pagou 1 bilhão de dólares em multas por ocultar um defeito de airbag que ocasionou pelo menos 19 mortes em todo o mundo.

Grandes montadoras também se engajaram em recalls massivos e foram alvos de críticas por supostamente continuarem usando o dispositivo com defeito apesar de saberem do problema.

No ano passado, a Mitsubishi Motors Corp. admitiu que falsificou sistematicamente dados de quilometragem em alguns de seus veículos. A reputação da empresa já havia sido afetada anteriormente por uma massiva, sistemática e de longa década ocultação de defeitos que emergiram no início de 2000.

Em outro grande caso, a fabricante de materiais e produtos químicos Asahi Kasei Corp descobriu que dados haviam sido manipulados em 360 projetos de um total de 3.052, colocando dúvidas sobre a resistência dos pilares de construção.

Fonte: Japan Today, AP
Imagem: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Coreia do Norte diz que Trump ‘acendeu pavio da guerra’

Publicado em 12 de outubro de 2017, em Notícias do Mundo

A declaração segue semanas de elevadas tensões entre o Norte e os EUA, alimentada pelos testes nucleares de Pyongyang e discursos enérgicos de Trump.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Trump “acendeu o pavio da guerra” contra a Coreia do Norte, disse a agência de notícias estatal russa TASS citando as palavras do ministro norte-coreano de Relações Exteriores

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, “acendeu o pavio da guerra” contra a Coreia do Norte, disse a agência de notícias estatal russa TASS citando as palavras do ministro norte-coreano de Relações Exteriores na quarta-feira (11).

Publicidade

A declaração segue semanas de elevadas tensões entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos, alimentada pelos repetidos testes nucleares de Pyongyang e discursos enérgicos de Trump.

“Pela sua declaração agressiva e insana na arena da Organização das Nações Unidas, Trump – pode-se dizer – acendeu o pavio da guerra contra nós,” teria dito Ri Yong-ho no site em inglês da TASS. “Precisamos resolver o resultado final, somente com chuva de fogo, não palavras.”

Durante suas observações na Assembleia-Geral da ONU realizada no mês passado, Trump ameaçou “destruir totalmente” a Coreia do Norte e zombou do líder do país, o qual ele chamou de “homem foguete.”

Ri, que chamou Trump de “mentalmente desequilibrado” após o discurso da ONU, disse à TASS que a Coreia do Norte estava “ganhando” e representou “um contraponto digno” aos Estados Unidos.

Ecoando ameaças anteriores feitas pelo líder norte-coreano, Ri disse, “os Estados Unidos deveriam agir de forma sensível e parar de nos abordar se eles não quiserem desgraça para eles mesmos em face ao mundo todo,” salientando que as forças de sua nação “não deixarão a América, o país agressor, impune.”

É provável que os comentários de Ri continuem alimentando uma crescente tensão de guerra de palavras entre Trump e Kim.

Sem condições de diálogo com os EUA

Questionado por um repórter da TASS se um diálogo entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos era possível, Ri disse que não.

“A atual situação – quando os Estados Unidos recorrem à máxima pressão e sanções, para exorbitar ameaças militares contra a República Popular Democrática da Coreia – não é uma total atmosfera para negociar,” disse Ri, de acordo com a TASS.

Fonte: CNN
Imagem: Bank Image

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância