Ameaças de bomba forçam evacuações em 4 províncias

Várias pessoas foram retiradas de estações de trem, loja de departamento e navios nas províncias de Quioto, Osaka, Hiroshima e Shiga após ameaças de bomba.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A estação de Sanjo, foto acima, recebeu uma ameaça de bomba e ficou fechada por 1 hora. Nenhum explosivo foi encontrado (Wikimedia/ Laichuan Yinfu)

A cidade de Quioto e outros locais no oeste do Japão receberam ameaças de bomba no domingo (5), quando o presidente Donald Trump chegou a Tóquio sob segurança rigorosa.

Publicidade

Ameaças de bomba em estações de trem de Quioto

Logo após as 11h, a Keihan Electric recebeu um telefonema alertando que haveria uma explosão na estação de Sanjo, em Quioto, dentro de uma hora.

Como solicitado pela Polícia da Província de Quioto, a empresa fechou a estação por cerca de uma hora a partir das 11h30. Passageiros e outras pessoas foram retirados do local e nenhum trem parou na estação durante o bloqueio.

Cerca de oito mil pessoas, incluindo turistas, foram afetados porque a estação fica perto de atrações famosas, incluindo o Heian Jingu, um grande santuário Shinto.

Segundo a polícia, a pessoa que fez a ligação era um homem e não fez nenhuma solicitação.

Em outros locais na província de Quioto, ameaças de bomba similares afetaram as estações de Ayabe da West Japan Railway e a de Nishi-Maizuru. Nenhum explosivo foi encontrado.

Ameaça de bomba em loja de departamento de Osaka

Na província de Osaka, uma loja de departamento da Matsuzakaya na cidade de Takatsuki recebeu um telefonema por volta de meio-dia dizendo que uma bomba havia sido colocada no estabelecimento.

Alguns visitantes foram retirados do local. A Polícia da Província de Osaka realizou buscas na loja, mas nada suspeito foi encontrado. O estabelecimento foi reaberto por volta das 13h35.

Ameaças de bomba dentro de navios em Hiroshima e Shiga

Na cidade de Hatsukaichi, província de Hiroshima, a JR West Miyajima Ferry recebeu um telefonema por volta das 8h45 afirmando que uma bomba colocada em um navio iria explodir dentro de uma hora.

A empresa suspendeu as operações de ferry em torno de Miyajima, a ilha que abriga o santuário de Itsukushima, patrimônio mundial, por cerca de uma hora e meia.

Um total de 35 operações de ferry foi cancelado, incluindo aquelas de outra empresa, com seis mil pessoas afetadas. Nenhum objeto suspeito foi encontrado.

Na província de Shiga, uma operadora de navio turístico recebeu uma ligação logo após o meio-dia, aparentemente de um homem dizendo que um explosivo havia sido colocado na embarcação da empresa, o Michigan, que faz cruzeiros no Lago Biwa.

Cerca de 290 passageiros foram evacuados do navio e a embarcação foi revistada. Nenhum objeto suspeito foi encontrado.

Fonte: Japan Times, Jiji
Imagem: Wikimedia

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Restaurante deixa de receber dinheiro em espécie como forma de pagamento

Publicado em 6 de novembro de 2017, em Conhecendo o Japão

O restaurante decidiu eliminar o pagamento em espécie para lidar com o problema da falta de mão de obra. Com esse sistema, o estabelecimento pode ser gerenciado por apenas 3 funcionários.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O restaurante aceitará pagamentos somente através de cartão de crédito e dinheiro eletrônico (Royal Holdings Co. via Asahi)

A operadora de rede de restaurantes Royal Holdings Co. preparou uma solução inovadora para lidar com a escassez de mão de obra – eliminar os pagamentos em espécie (in cash).

Publicidade

Com previsão de abertura em 6 de novembro (segunda-feira) na cidade de Tóquio, em caráter experimental, o restaurante que não aceita pagamento em espécie, chamado Gathering Table Pantry, terá em sua entrada uma placa “No Cash”.

A empresa com sede em Fukoka visa melhorar a eficiência com o novo estabelecimento ao se livrar do tradicional sistema de gestão de pagamento.

Os únicos métodos de pagamento aceitos serão cartões de crédito e dinheiro eletrônico usando um tablet em cada mesa e o dispositivo também será usado pelos clientes para fazer os pedidos.

A Royal Holdings disse que o restaurante de 40 lugares poderia ser gerenciado por apenas três funcionários graças ao sistema de pagamento sem dinheiro em espécie.

A empresa planeja usar o conhecimento adquirido neste estabelecimento em suas redes de restaurantes como a Royal Host.

Fonte e imagem: Asahi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância