Aumento e redução dos preços de produtos de restaurantes e supermercados

Enquanto restaurantes aumentam o preço, supermercados optam pelo contrário.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem Ilustrativa

Segundo especialistas, está mais evidente as diferenças nas estratégias de preços dos restaurantes e lojas de varejo (supermercados). Enquanto os restaurantes decidem elevar o preço do menu por causa do aumento acentuado das despesas com ingredientes e recursos humanos, as grandes redes de supermercados optam pelo caminho contrário. A competição pela carteira e apetite dos clientes está ficando ainda mais acirrada.

Publicidade

Segundo um relatório do índice de preços no consumidor do MIC- Ministério dos Assuntos Internos e Comunicação anunciado em 27 de outubro, o custo do menu de vários restaurantes sofreram aumento em setembro (excluindo os alimentos frescos).

A rede de lámen Hidakaya, administrada pelo grupo Hiday Hidaka, aumentou o valor de 15 itens do menu em todas as lojas afiliadas desde setembro. O prato com 6 gyoza que custava ¥210 agora custa ¥220, e um copo de chope foi de ¥310 para ¥330.

A Torikizoku, uma das maiores redes de bares do Japão, aumentou para ¥298 o menu tradicional de ¥280, que surgiu em 1989. O grupo Skylark, responsável por diversos family restaurants, elevou o valor de alguns pratos do menu do “Gusto” e “Bamiyan” por causa do crescimento das despesas com recursos humanos a partir de outubro.

O restaurante Tonkatsu Hamakatsu, dirigido pela corporação Ringer Hut, acrescentará de ¥50 a ¥200 nas refeições no oeste do Japão, e de ¥200 a ¥500 o menu de takeout (levar para casa) em todo o território nacional. “Convencionalmente não recebíamos o valor dos recipientes para takeout, mas ficou impossível mantê-lo (pelo mesmo preço) após a carne de frango e camarão terem ficado mais caras”, explica a rede.

Contudo, em meio a essa situação, as redes de supermercados optaram pela redução dos custos. “Iremos utilizar plenamente a força da líder mundial Wallmart, que é a companhia subsidiária, e buscar por preços baratos com grandes abastecimentos”, informou o grupo Seiyu, que vem realizando campanhas de queda nos montantes todos os meses desde agosto.

Em outubro, o grupo reduziu os valores de 1.373 itens. Segundo o Seiyu, a clientela aumentou e o grupo obteve 10% a mais de lucro em relação ao mesmo período do ano passado.

O AEON também promoveu cortes expressivos das quantias. Em agosto deste ano, a rede diminuiu na média de 10% os valores de 114 itens de produtos próprios da marca. Em apenas 5 anos, a rede expandiu imensamente o número de supermercados afiliados. “Como o número de lojas aumentou (em aproximadamente 1100), tivemos que utilizar a escala de méritos”, divulgou a Aeon Retail.

A distribuição das fábricas por região para diminuir as despesas com logística também foi impactante.

Fonte: Mainichi Shimbun

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Imagens do Monte Fuji ‘nu’ circulam online após tufão remover a neve do pico

Publicado em 1 de novembro de 2017, em Tempo

A montanha mais alta do Japão perde a cobertura de neve de seu pico com a passagem do tufão Saola pelo leste do arquipélago.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Enquanto a quantidade de neve no Monte Fuji varia ao longo do ano, é incomum para o pico estar tão desprovido da regalia congelada no final de outubro (Twitter/ Livedoor News)

A montanha mais alta do Japão perde a cobertura de neve de seu pico com a passagem do tufão Saola pelo leste do arquipélago.

Publicidade

Feche seus olhos e imagine o Monte Fuji. Mesmo para aqueles que nunca estiveram no Japão, as chances de formar uma imagem mental da montanha mais alta do país, com seus lados curvos graciosos, cratera plana e um anel de neve em volta de seu majestoso pico, são grandes.

Com exceção, bem agora, o Monte Fuji pode proclamar apenas duas dessas características peculiares. Com o clima ficando progressivamente mais frio no Japão, o Monte Fuji  recebeu sua primeira neve da estação em 23 de outubro.

A vista em 26 de outubro:

Contudo, um tufão passou pela área leste do Japão no último final de semana. Correntes de ar quente a alta altitude mantiveram as temperaturas noturnas no pico do Fuji-san acima do congelamento, ao mesmo tempo em que a área recebeu vento e chuva, e o resultado foi que toda a neve foi levada embora.

Enquanto a quantidade de neve no Monte Fuji varia ao longo do ano, é incomum para o pico estar tão desprovido da regalia congelada no final de outubro.

Em razão de seu tamanho, as condições meteorológicas podem variar de uma face a outra no Monte Fuji. A foto abaixo, tirada na cidade de Fujiyoshida (Yamanashi), por exemplo, mostra um pouco da neve parcialmente derretida no alto da montanha.

De outros ângulos, no entanto, o Monte Fuji parece estar praticamente nu:

Felizmente, para todos aqueles que desejam ver o Monte Fuji em sua forma mais icônica, a ocorrência de tufões é menos comum quando nos aprofundamos no outono, então, não vai demorar muito para que a montanha mais alta do Japão fique coberta de branco novamente.

Fonte: Sora News
Imagens: Twitter

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância