Atropelamento de duas crianças a caminho da escola em Gifu

Duas crianças do primário sofreram ferimentos por terem sido atropeladas por um carro, em um cruzamento da cidade de Minokamo.

Cruzamento onde ocorreu o acidente na cidade de Minokamo (CBC TV)

Por volta das 7h20 desta terça-feira (26), duas crianças de Minokamo (Gifu) estavam a caminho da escola primária quando foram atropeladas.

Publicidade

As vítimas foram um menino do primeiro ano e uma menina do segundo ano, que atravessavam a faixa de pedestres. Segundo informações da polícia as lesões foram consideradas leves, na cabeça e pernas.

O motorista de 37 anos, assalariado, de Kani (Gifu) afirmou que o farol estava amarelo, por isso avançou. No entanto, um adulto voluntário na esquina que ajuda a cuidar das crianças a caminho da escola afirmou o contrário. O sinal para pedestres estava verde por isso as crianças atravessaram a faixa.

A polícia está investigando quais das partes furou o sinal vermelho para resolver sobre o acidente.

A escola onde as crianças atropeladas estudam tem cerimônia de encerramento das aulas para entrarem em férias de inverno, nesta terça-feira.

Fonte e foto: CBC TV   

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Mulher morre após ficar 15 anos confinada em quarto

Publicado em 26 de dezembro de 2017, em Sociedade

Os pais da mulher admitiram ter confinado a filha por 15 anos. Segundo a polícia, seu estado era de extrema desnutrição, pesando somente 19 quilos.

O pai, Yasutaka Kakimoto, de 55 anos, e a mãe, Yukari Kakimoto, de 53, relataram a morte da filha à polícia no sábado e foram presos (TBS News /reprodução)

Um homem e uma mulher que foram presos após a morte da filha de 33 anos confessaram que a confinaram em um pequeno quarto por cerca de 15 anos em razão de uma doença mental que a tornou violenta, informou a polícia na segunda-feira (25).

Publicidade

Segundo a polícia, uma autópsia mostrou que a mulher, Airi Kakimoto, cujo corpo foi recolhido no sábado (23) da residência em Neyagawa na província de Osaka, morreu de frio e seu estado era de extrema desnutrição, pesando somente 19 quilos e com 1,45 metros de altura.

O pai, Yasutaka Kakimoto, de 55 anos, e a mãe, Yukari Kakimoto, de 53, relataram a morte da filha à polícia no sábado e foram presos por acusações iniciais de eliminação ilegal de um corpo.

Acredita-se que a mulher tenha morrido em 18 de dezembro.

O casal admitiu para os investigadores que eles haviam mantido a filha em um quarto de três metros quadrados desde quando ela tinha 16 ou 17 anos, segundo fontes.

Os pais teriam dito à polícia que recentemente estavam alimentando a filha somente uma vez ao dia.

De acordo com a polícia, o casal Kakimoto reformou a casa para instalar o pequeno quarto equipado com uma porta dupla que podia ser trancada somente pelo lado de fora, além de uma câmera de monitoramento.

Dentro do quarto sem aquecimento, havia um banheiro improvisado e um tubo projetado para permitir que a mulher bebesse água de um tanque instalado do lado de fora.

Fonte: Mainichi
Imagem: TBS News

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros