Empresas asiáticas fazem grandes investimentos no Brasil

De acordo com a Fenabrave, as vendas de veículos novos no Brasil totalizaram 2,23 milhões em 2017.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Empresas como a Hyundai e a Toyota tiveram grandes fatias de um mercado há muito tempo dominado por empresas europeias e dos Estados Unidos.

Enquanto as vendas de automóveis no Brasil tenham se recuperado de uma profunda queda, o panorama de mercado mudou drasticamente.

Publicidade

Fabricantes asiáticas de automóveis, principalmente a Hyundai Motor da Coreia do Sul, assim como a Toyota Motor e a Honda Motor do Japão, tiveram grandes fatias de um mercado há muito tempo dominado por empresas europeias e dos Estados Unidos.

Vendas de carros novos no Brasil cresceram em 2017 pela primeira vez em cinco anos, levando tanto as fabricantes ocidentais como as japonesas a anunciarem planos para aumentar investimentos em antecipação de vendas maiores em um imenso mercado potencial de mais de 200 milhões de pessoas.

Até há poucos anos, o mercado era dominado por um trio de fabricantes – a Fiat da Itália, a Volkswagen da Alemanha e a General Motors dos Estados Unidos.

Mas isso começou a mudar enquanto uma bolha emergiu e colapsou repentinamente ao longo dos cinco anos. A participação de mercado combinado das três empresas caiu de 62% em 2012 para cerca de 44% em 2017.

As participações de asiáticas como a Hyundai e as grandes fabricantes japonesas, enquanto isso, começaram a aumentar.

A Fiat e a Volkswagen, em particular, perderam terreno de forma significativa, enquanto a participação de mercado da Hyundai – cujos carros podem ser vistos em vários lugares nas ruas do Brasil atualmente – aumentaram de 3% para 9,3%.

A participação da Toyota aumentou de 3,1% para 8,8% e a da Honda aumentou de 3,7% para 6%. Já a da Nissan Motor subiu de 2,9% para 3,6%.

Enquanto as vendas anuais da Toyota cresceram ao longo do período de cinco anos, suas vendas por cliente diminuíram devido à introdução do subcompacto Etios, que se encaixa na chamada zona de preço “volume”.

A Honda, enquanto isso, construiu uma nova fábrica no Brasil em antecipação a uma demanda maior, embora ela ainda tenha que entrar em operação.

De acordo com a Fenabrave, a federação nacional de distribuição de veículos automotores, as vendas de veículos novos no Brasil  totalizaram 2,23 milhões de veículos em 2017, alta de 9,2% ante o ano anterior, mais ainda é menor do que o recorde de 3,8 milhões em 2012, quando um auge de recursos sustentou a economia.

Fonte: Nikkei
Imagem: Bank Image

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Forte terremoto de 7,2 abala sudoeste do México

Publicado em 17 de fevereiro de 2018, em Notícias do Mundo

Um forte terremoto de magnitude 7,2 abalou o sudoeste do México, às 17h39 de sexta-feira (horário local). Não há relatos de vítimas até o momento.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Terremoto no México de magnitude 7,2 no final da tarde de sexta-feira, horário local, e manhã de sábado no Japão (USGS)

De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos-USGS, o abalo sísmico teve seu epicentro a 11 quilômetros a sudeste de Pinotepa, no estado de Oaxaca, às 17h39 de sexta-feira (16) ou 8h39 deste sábado no horário do Japão.

Publicidade

Alarmes na capital começaram a soar 80 segundos antes do terremoto e milhares de pessoas foram para as ruas. O presidente Enrique Peña Nieto afirmou no Twitter que os protocolos de segurança foram ativados.

Tremores foram sentidos em Oaxaca, Guerrero, Puebla, Morelos, Colima e Jalisco.

Apesar de relatos de danos em edificações, não há notícias de vítimas.

Em 8 de setembro do ano passado um tremor de 8,2, causou pelo menos 78 mortes e 250 feridos em Oaxaca e mais 16 mortes em Chiapas. Onze dias depois, um terremoto de magnitude 7,1 atingiu a cidade do México resultando em mais de 300 mortes e danos significativos na capital e região circundante.

Fontes: USGS, Twitter e JNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância