iPhone SE 2 poderá ser lançado em junho

Segundo documento da Comunidade Econômica Europeia, foram registrados 11 modelos da Apple com iOS 11, incluindo, provavelmente, o iPhone SE 2.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Publicidade

Segundo o site francês Consumac, 11 novos “produtos da Apple com iOS 11” foram registrados no banco de dados da Comunidade Econômica Europeia (EEC). A EEC é uma união econômica entre Rússia, Cazaquistão, Bielorrússia, entre outros. Essa informação foi registrada em documento regulatório, logo sua credibilidade é inegável.

Normalmente, um produto é registrado no banco de dados um mês antes do início das entregas que, neste caso, pode ser na Apple Worldwide Developers Conference (WWDC). Além disso, prevê-se que, neste caso, o produto a ser revelado seja o iPhone SE 2, ao invés do novo modelo carro-chefe da Apple.

Segundo dados coletados pela Consumac, os aparelhos com iOS 11 registrados recebem os números de cadastro: A1920, A1921, A1984, A2097, A2099, A2101, A2103, A2104, A2105 e A2106. Esses números não são de nenhum modelo já registrado.

Contudo, a probabilidade dos aparelhos registrados serem os novos iPhone X ou iPhone de 6.1 polegadas com display de cristal líquido é extremamente baixa. A maioria dos analistas preveem que esses modelos sejam revelados entre outubro e dezembro. Entretanto, não se pode negar a possibilidade desses números de cadastro serem variações do iPhone X, mas ainda não há uma hipótese concreta que explique a estratégia da Apple.

Analisando as tendências da Apple, como já se passaram mais de dois anos desde o lançamento do primeiro iPhone SE, em março de 2016, a suposição do modelo sucessor ser lançado na WWDC começou a tomar força na internet.

Segundo rumores do Engadget, o iPhone SE 2 (nome provisório) não apresentará muitas mudanças. Internamente, o chip A9 será substituído pelo A10, igualmente ao iPhone 7.

Fonte: Techcrunch JP

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

União Europeia proíbe importação de carne de frango de 20 frigoríficos do Brasil

Publicado em 20 de abril de 2018, em Brasil

Os países do bloco europeu alegam deficiências no sistema de controle sanitário brasileiro.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A UE suspendeu na quinta-feira (19) importações de carne de frango do Brasil. A uma medida afetou 20 frigoríficos no país (image ilustrativa)

A decisão da Europa em proibir a importação de carne de frango de fornecedores brasileiros afeta 30 a 35% das exportações do país ao bloco e forçará as empresas a buscarem novos mercados enquanto oficiais trabalham para reverter a medida, disse o Ministério da Agricultura do Brasil.

Publicidade

Os países do bloco europeu alegam deficiências no sistema de controle sanitário brasileiro.

A UE- União Europeia suspendeu na quinta-feira (19) importações de produtos da carne brasileiros, principalmente frango, em uma medida que afetou 20 frigoríficos no Brasil que haviam sido autorizadas a exportar para a UE, de acordo com uma declaração da Comissão Europeia.

“Eu estava na Europa na semana passada e estávamos esperando uma definição sobre quantos, se quaisquer estabelecimentos, iam ser deslistados”, disse o ministro Blairo Maggi aos repórteres no Paraná após a medida ter sido revelada.

“Precisamos iniciar discussões para restabelecer esses frigoríficos assim que possível”, disse ele.

Maggi observou que o governo brasileiro solicitaria que uma missão comercial tivesse permissão na Europa para negociar uma revogação da medida. Enquanto isso, disse ele, empresas brasileiras “terão que buscar novos mercados para substituir rapidamente essas exportações”.

A proibição também é um golpe para a maior processadora de carne de frango do Brasil, a BRF SA, que teve 12 frigoríficos deslistados após seu envolvimento em uma investigação sobre segurança alimentar.

Vinte frigoríficos foram afetados pela decisão da UE, oito dos quais eram operados por empresa menores, de acordo com o esboço de um documento relacionado à decisão visto pela Reuters na quinta-feira.

A JBS  SA, a segunda maior processadora de carne de frango do Brasil, não teve frigoríficos afetados pela proibição, disseram à Reuters fontes próximas ao assunto sob a condição de anonimato.

Fonte: Agência Reuters
Imagem: Bank Image

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância