Aeroporto de Kansai reabre pista que ficou inundada durante o tufão 21

Antes do desastre, a média de passageiros que usava o aeroporto era de aproximadamente 80.000 por dia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Aeroporto de Kansai, inundado em 4 de setembro, após a passagem do tufão Jebi (NHK)

*informações atualizadas às 09h50 de 14 de setembro de 2018

O operador do Aeroporto Internacional de Kansai, a principal porta de entrada para a área oeste do Japão, reabriu nesta sexta-feira (14) sua pista que ficou fechada por 10 dias em decorrência da inundação causada no início deste mês pelo forte tufão Jebi, o Nº21.

Publicidade

O aeroporto que fica na província de Osaka retomou 40 voos domésticos e 80 internacionais, equivalente a cerca de 30% do nível antes da passagem do tufão.

Quando o tufão Jebi tocou o solo no oeste do Japão em 4 de setembro, uma das duas pistas do aeroporto e um prédio do terminal ficaram inundados, enquanto um navio-tanque colidiu com a ponte que conecta o complexo aeroportuário com a ilha principal, danificando metade de suas faixas e isolando cerca de 8.000 pessoas no aeroporto em um ponto.

Desde então, o aeroporto foi reaberto, mas apenas parcialmente.

O operador do aeroporto espera continuar aumentando o número de voos constantemente, restaurando o tráfego em cerca de 50% do normal até a próxima quinta-feira (20).

Na próxima sexta-feira (21), o operador do aeroporto visa reabrir a parte norte do prédio do terminal inundado. No mesmo dia, serviços de trem na ponte que foi danificada também poderão ser retomados, se nenhum outro dano for encontrado, de acordo com a empresa ferroviária.

O aeroporto de Kansai tem atraído um crescente número de passageiros estrangeiros nos últimos anos, principalmente da China, Coreia do Sul e outros países do Sudeste Asiático.

Antes do desastre, a média de passageiros que usava o aeroporto era de aproximadamente 80.000 por dia.

Fonte: Mainichi
Imagem: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Japão e EUA testam com sucesso sistema de defesa antimíssil

Publicado em 13 de setembro de 2018, em Notícias do Mundo

Sistemas de defesa de mísseis são somente para autodefesa, disse o Japão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O Japão disse que seus sistemas de defesa de mísseis são somente para autodefesa (imagem ilustrativa)

O Japão e os Estados Unidos testaram com sucesso o sistema de defesa antimíssil Aegis, ao largo da costa do Havaí na terça-feira (11), divulgaram oficiais militares dos EUA em uma declaração.

Publicidade

O teste do sistema Aegis, fabricado pelo Lockheed Martin Corp.,“ oferece confiança na futura capacidade para o Japão vencer o desenvolvimento de ameaças na região”, disse o tenente-general Sam Greaves, diretor da Agência de Defesa de Mísseis dos EUA (MDA).

No ano passado o Japão decidiu expandir suas capacidades de defesa de mísseis balísticos com o sistema Aegis produzido pelos EUA em resposta ao que o país oriental diz ser uma crescente ameaça de mísseis norte-coreanos.

Tóquio está atenta às promessas norte-coreanas de abandonar suas armas nucleares e programas de mísseis balísticos e considera Pyongyang sua mais grave ameaça, enquanto o presidente Donald Trump prometeu progresso na desnuclearização. Trump também  instigou o Japão a adquirir mais equipamento militar e outros artigos.

“Estamos comprometidos em auxiliar o governo do Japão a atualizar suas capacidades nacionais de defesa de mísseis contra ameaças emergentes”, disse Greaves.

O Japão também disse que seus sistemas de defesa de mísseis são somente para autodefesa e não representam uma ameaça à Rússia, que demonstrou preocupação em relação aos esforços para estabilizar um sistema de defesa de mísseis dos EUA na região.

Na quarta-feira, a Rússia fez uma dramática oferta para encerrar formalmente as hostilidades da 2ª Guerra Mundial entre ela e o Japão, uma proposta assombrada por uma disputa de décadas por uma cadeia de ilhas no Oceano Pacífico.

No teste realizado na terça-feira, um simples, isolado míssil balístico lançado da Pacific Missile Range Facility em Barking Sands, em Kauai, foi interceptado acima do Pacífico por um míssil 3 padrão aprimorado, disse a MDA.

Fonte: Reuters, Asahi
Imagem: Banco de imagens

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância