Morre o apresentador e político Wagner Montes

O apresentador de rádio e TV e deputado eleito Wagner Montes (PRB-RJ) morreu devido a um choque séptico e sepse abdominal.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Wagner Montes morreu no sábado (26) (Arquivo/Alerj/LG Soares/ – Agência Brasil)

Morreu na manhã de sábado (26) o apresentador de rádio e TV e deputado eleito Wagner Montes (PRB-RJ), aos 64 anos, devido a um choque séptico e sepse abdominal.

Publicidade

O parlamentar estava internado no Hospital Barra D’Or, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, em tratamento de infecção urinária.

Em novembro de 2018, Wagner Montes passou mal quando ia embarcar de Foz do Iguaçu em direção ao Rio. O atendimento médico identificou que o parlamentar tinha sofrido um infarto. Depois disso, foi transferido para o Rio e internado no Barra D’Or, onde faleceu neste sábado.

Em 2006, após carreira como apresentador de programas policiais em diferentes veículos do Rio e de São Paulo, Wagner Montes foi eleito deputado estadual da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Ele foi reeleito em 2010 e 2014.

Depois de três mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Wagner Montes foi eleito deputado federal, na última eleição, com 65868 votos.

Em novembro de 2017 como 1º vice-presidente da Mesa Diretora ocupou a Presidência em exercício da casa, após a prisão do deputado Jorge Picciani, mas por questão de saúde teve que deixar o cargo e foi sucedido por André Ceciliano (PT-RJ).

Em nota, o presidente em exercício da Alerj, disse que recebeu a notícia da morte do amigo, irmão e companheiro de trabalho, deputado Wagner Montes com profunda tristeza.

“A alegria do Wagner, sua capacidade de trabalho, e especialmente a habilidade de driblar as dificuldades sempre foram características marcantes de sua personalidade. Hoje perdemos uma grande figura, mas o céu ficará mais divertido. Siga em paz, meu irmão. Que Deus conforte a família neste momento de dor, toda minha solidariedade à esposa do Wagner, filhos, amigos e colegas de trabalho”, afirmou Ceciliano.

Também em nota, a Alerj informou que o recém-eleito deputado federal, será velado no saguão de entrada do Palácio Tiradentes, sede do legislativo fluminense, no Centro do Rio.

Wagner Montes nasceu no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e junto com a política manteve carreira de apresentador de rádio e TV. A estreia como jornalista foi em 1974, na Rádio Tupi. Na televisão, participou de diversos programas entre eles o Aqui e Agora e O Povo na TV, da emissora SBT. Em 2003, já na TV Record comandou os programas Verdade do Povo, RJ no Ar, Balanço Geral e Cidade Alerta – Rio de Janeiro.

O deputado era formado em Direito pela Universidade Gama Filho. Na primeira eleição para a Alerj teve 111.802 votos. Para o mandato seguinte, foi o mais votado na história política do Estado do Rio de Janeiro, com 528.628 votos.

Wagner Montes deixa a mulher, Sônia Lima, e dois filhos. Um do casamento com Sônia e outro do relacionamento com a Miss Brasil de 1983, Cátia Pedrosa.

Via Agência Brasil

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Oito mortos em Brumadinho já foram identificados

Publicado em 27 de janeiro de 2019, em Brasil

Até o momento, foram resgatadas 366 pessoas, sendo 221 funcionários da Vale e 145 terceirizados. Desse total, 23 estão hospitalizados.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

As equipes do Corpo de Bombeiros incluem 205 integrantes, sendo 175 especializados no trabalho de resgate de vítimas de soterramento (Agência Brasil)

O governo de Minas informou que já foram identificados oito mortos no rompimento da barragem de rejeitos da Vale em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Publicidade

O governo chegou a informar que o número de mortos subiu para 40, porém a informações foi retificada – e foi mantido o número de 34 mortos. As buscas por sobreviventes foram suspensas às 20h de sábado (26) e serão retomadas às 4h deste domingo.

Até o momento, foram resgatadas 366 pessoas, sendo 221 funcionários da Vale e 145 terceirizados. Desse total, 23 estão hospitalizados.

As equipes do Corpo de Bombeiros incluem 205 integrantes, sendo 175 especializados no trabalho de resgate de vítimas de soterramento. O trabalho de monitoramento da barragem B6 continua.

Multa

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente de Minas Gerais estipulou multa de R$ 99 milhões à empresa Vale, por responsabilidade dos danos causados pelo rompimento da barragem. Os recursos, segundo o governo mineiro, serão destinados aos reparos. O secretário de Meio Ambiente, Germano Vieira, informou que a empresa deverá ser notificada até segunda-feira (28) e, a partir daí, terá 20 dias para recorrer.

Luto

O governador Romeu Zema decretou luto oficial de três dias a contar da data do decreto que foi na sexta-feira (25).

Zema voltou a agradecer o empenho de todos que colaboram neste momento de sofrimento, desde os bombeiros que vieram de outras cidades e estados, até as autoridades que foram a Brumadinho conferir de perto os estragos, prestar solidariedade e contribuir com medidas que ajudarão a resolver os problemas da região e dos atingidos.

O governador destacou as presenças do presidente Jair Bolsonaro – que sobrevoou hoje a região -,do procurador-geral de Justiça de Minas Gerais, Antônio Sérgio Tonet; da procuradora-geral da República, Raquel Dodge; do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles; do ministro da Defesa, Fernando Azevedo; do Secretário Nacional de Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves.

Rompimento de barragem em Brumadinho – Informação ao público

Aos que desejam obter notícias sobre trabalhos de resgate e vítimas do rompimento de barragem da empresa Vale no Córrego do Feijão (Brumadinho/MG), ocorrido no último dia 25, o Ministério das Relações Exteriores orienta a acessar diretamente a página eletrônica da Vale do Rio Doce (www.vale.com), que traz informações atualizadas sobre as providências em curso.

A empresa disponibilizou também canais telefônicos para apoio e atendimento à população, nos seguintes números: 0800 285 7000 (Alô Ferrovia – prioritário) e 0800 821 5000 (Ouvidoria da Vale). As ações estão a cargo do Comitê de Ajuda Humanitária, formado por equipe de assistentes sociais e psicólogos que fazem o atendimento aos atingidos e seus familiares.”

Fonte: Agência Brasil e Ministério das Relações Exteriores

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância