Em teste, Seven-Eleven reduzirá horário de funcionamento de lojas

A unidade da Seven & I Holdings vai considerar se introduzirá permanentemente horários reduzidos após analisar os resultados.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A Seven-Eleven informou na sexta-feira (1º) que conduzirá o teste do tipo pela primeira vez (banco de imagens)

A Seven-Eleven Japan testará horários de funcionamento reduzidos em 10 de suas lojas de conveniência pelo país a partir de meados de março.

Publicidade

A rede informou na sexta-feira (1º) que conduzirá o teste do tipo pela primeira vez, visto que a frustração surge entre algumas franqueadas sobre sua política de manter lojas abertas 24 horas.

As 10 lojas da Seven-Eleven, espalhadas no país, incluindo as províncias de Tóquio, Miyagi, Tochigi, Chiba, Aichi, Hyogo, Fukuoka e Kumamoto, vão funcionar entre 7h e 23h diariamente nos próximos meses.

A unidade da Seven & I Holdings vai considerar se introduzirá permanentemente horários reduzidos após analisar os resultados, incluindo vendas, número de visitantes e logística.

Atualmente, 96% de todas as lojas da Seven-Eleven operam 24 horas, com aquelas localizadas dentro de estações de trem, prédios de escritórios e outras instalações sendo as exceções primárias.

A empresa está presa à sua política de funcionamento 24 horas, temendo que algumas lojas com horários de funcionamento reduzidos possam afetar a eficiência geral de sua produção e sistema de distribuição.

Contudo, há pedidos crescentes para permitir horários reduzidos, devido principalmente às dificuldades em assegurar o número necessário de trabalhadores para o turno noturno.

Dentre outras grandes operadoras de lojas de conveniência, a Lawson Inc e a FamilyMart Co, uma unidade da FamilyMart Uny Holdings, atualmente permitem que algumas lojas operem períodos reduzidos de horário.

Muitas redes menores, incluindo a Secoma e a Poplar, permitem que as lojas fechem no período da madrugada.

Fonte: Japan Times

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Peste suína africana se espalha na Ásia

Publicado em 3 de março de 2019, em Ásia

A doença não pode ser transmitida aos humanos, mas é altamente contagiosa entre porcos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O ministério da agricultura do Japão está aumentando o número de oficiais na quarentena de animais em aeroportos (NHK)

O Ministério da Agricultura do Japão alertou que há uma possibilidade de que o vírus da peste suína africana chegue ao país, após autoridades vietnamitas terem confirmado surtos da doença em mais de 10 fazendas no Vietnã.

Publicidade

O vírus da peste suína africana é diferente do vírus da peste suína que vem se espalhando em cinco províncias no Japão.

A doença não pode ser transmitida aos humanos, mas é altamente contagiosa entre porcos. Animais infectados desenvolvem febre alta e outros sintomas. A maioria dos casos resulta em morte.

Houve casos esporádicos no continente africano antes de ocorrências serem relatadas no leste europeu e na Rússia há cerca de 12 anos.

Em agosto passado, o primeiro caso foi relatado na China. A doença se espalhou rapidamente para cerca de 130 fazendas de criação de porcos.

Surtos também foram confirmados na Mongólia. Após o surto no Vietnã, o ministério da agricultura japonês começou a alertar os passageiros de companhias aéreas que eles não podem trazer produtos à base de carne sem permissão apropriada.

O ministério está aumentando o número de oficiais na quarentena de animais e cães farejadores nos aeroportos, em um esforço para manter a doença mortal fora do país.

O Dr. Makoto Yamanaka, especialista da Organização de Pesquisa Alimentar e Agricultura Nacional, disse que a ameaça da doença chegando ao Japão está aumentando.

Yamanaka disse que medidas adicionais deveriam ser tomadas para melhorar o saneamento em fazendas de criação de porcos.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência