Sakura em Tóquio e Quioto antes do esperado, em Nagoia mais tarde

Por causa do coronavírus os festivais das flores de cerejeira, tão esperados, foram cancelados nas capitais onde continua a epidemia.

As primeiras de Quioto, em Gion (Kyoto Shimbun)

Em muitos dos locais como Tóquio e Nagoia os eventos foram cancelados e, consequentemente, os festivais de sakura que estavam programados. Os esperados piqueniques sob as cerejeiras floridas devem ser suspensos, mas vale a pena passear pelos parques para apreciá-las.

Publicidade

A Associação dos Meteorologistas do Japão informou na quinta-feira (12) que espera pelo anúncio do florescimento da sakura na sexta-feira (13) em Tóquio. Foram observados alguns botões abrindo, mas até 14h ainda não há notícia, embora no Santuário Yasukuni, em Chiyoda-ku, elas já despontam. Segundo o observatório local é o florescimento mais cedo desde 1953, ano em que começaram a coletar dados.

O Parque de Ueno, na capital japonesa, estava com tudo pronto para receber pessoas no festival. Foram instalados toaletes extras e muitos cestos para coleta do lixo. Por isso, a organização espera que as pessoas passem por lá mesmo que seja só para ver as lindas e esperadas flores. Afinal, a estrutura era para receber as costumeiras 800 mil pessoas.

Quioto, Osaka e Nagoia

Em Higashiyama Gion, famoso bairro de Quioto, as cerejeiras da variedade Someiyoshino, já mostraram algumas flores, na quinta-feira. 

Nessa capital também os eventos foram cancelados, como em Nagoia. Mas as cidades convidam as pessoas para irem aos parques. 

Veja a previsão para os demais locais para programar seus passeios.

  • 19 em Nagoia
  • 20 em Osaka, Kochi, Hiroshima e Fukuoka
  • 21 em Quioto
  • 24 em Kanazawa 
  • 27 em Sendai
  • 28 em Niigata 
  • 1.º do mês que vem em Nagano
  • Em Sapporo, 24 do próximo mês

Bons passeios!

Fontes: Tenki, NHK, Kyoto Shimbun e Sankei

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Princess Cruises anuncia pausa nas operações por 2 meses

Publicado em 13 de março de 2020, em Notícias do Mundo

A Princess Cruises é a operadora do Diamond Princess, navio de cruzeiro que foi colocado em quarentena em Yokohama no mês passado acometido pelo surto do novo coronavírus.

Um dos navios de cruzeiro da operadora Princess Curises (ilustrativa/PM)

A operadora do Diamond Princess, navio de cruzeiro que foi colocado em quarentena em Yokohama no mês passado acometido pelo surto do novo coronavírus, diz que decidiu suspender a operação de todas as suas embarcações por dois meses.

Publicidade

A Princess Cruises, sediada nos EUA, disse na quinta-feira (12) que “pausará voluntariamente as operações globais de seus 18 navios de cruzeiro”, para viagens que partem de 12 de março a 10 de maio.

Ela diz que as jornadas que já estão em curso e estendidas até 17 de março serão encerradas nos locais mais convenientes para os passageiros.

A empresa também opera o Grand Princess, navio de cruzeiro atracado em um porto em Oakland, na Califórnia, após 21 passageiros e tripulação terem testado positivo para o novo coronavírus.

A Princess Cruises disse que a decisão é uma mostra de seu “comprometimento com a saúde, segurança e bem-estar de todos que navegam conosco”.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Empregos no Japão - HUMAN