Abe fala sobre novas medidas de emergência para maio

Em coletiva de imprensa, o primeiro-ministro japonês explicou sobre a extensão do período de estado de emergência, que segue até 31 de maio.

Abe comenta sobre os motivos da extensão do estado de emergência em todo o Japão até 31 de maio

Às 18h de hoje (4), o primeiro-ministro Shinzo Abe realizou uma coletiva de imprensa para explicar a extensão do período de estado de emergência, que durará até o dia 31 de maio.

Publicidade

Veja abaixo os principais pontos abordados.

Panorama geral

  • Número de infectados: média de 200 pessoas por dia
  • Taxa de transmissão do coronavírus: em 25 de março era de 2,0; em 10 de abril caiu para 0,7
  • Abe enfatizou que as atitudes dos cidadãos mudaram o futuro do Japão
  • 11.869 internados devido ao novo coronavírus
  • 321 pessoas em tratamento com aparelhos respiratórios
  • Mais de 500 mortos nesta pandemia
  • 13 províncias sob alerta de emergência

Outros pontos citados

  • Necessidade de diminuir mais o número de infectados
  • Evitar visitar outras províncias
  • Não relaxar agora porque a situação pode voltar a piorar
  • Será necessário 1 mês até as instituições médicas se recuperarem
  • Por volta do dia 14 de maio, o governo receberá pesquisa de especialistas para reavaliar a situação

Ajuda econômica empresas e cidadãos

  • Auxílio de até 2 milhões de ienes para pequenas e médias empresas
  • Auxílio de até 1 milhão de ienes para autônomos
  • Empréstimo sem juros de 30 milhões para pequenos bancos
  • Previsão de pagamento até agosto
  • Auxílio de 100 mil ienes para cada pessoa
  • Auxílio de até 8.330 ienes por dia por trabalhador
  • Auxílio no aluguel para restaurantes e escolas

Mudanças no cotidiano

  • Há possibilidade de uma luta prolongada contra o vírus
  • Usar máscaras ao sair de casa
  • Lavar as mãos com sabão ou desinfetantes por pelo menos 30 segundos sempre que possível
  • Manter distanciamento social de 2 metros
  • Crianças: evitar brincar em locais públicos aglomerados
  • Tomar banho sempre que voltar para casa
  • Sair de casa não deve ser encarado como perigo, mas é necessário tomar as medidas preventivas
  • Maio será um mês de prevenção e proteção da saúde para outras ondas da epidemia

Tratamento e prevenção

  • Implementar centros de testes PCR
  • Aumento da produção nacional e importação de máscaras e equipamento de proteção
  • Testes para implementação ainda neste mês do favipiravir
  • Há expectativas em relação ao uso do remdesivir

No fim de seu discurso, Abe agradeceu aos profissionais da área de saúde, que estão se esforçando para salvar vidas, e enfatizou que não pode haver discriminação contra eles. E também agradeceu funcionários de supermercados, lojas de conveniência e outros serviços essenciais nesta situação.

O primeiro-ministro enfatizou o esforço das pessoas que utilizaram a Internet para comunicação com familiares e entretenimento.

Segundo ele, a primeira onda de infecção foi contida, e a segunda onda dependerá do esforço de todos.

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Estado de emergência durará até dia 31 de maio no Japão

Publicado em 4 de maio de 2020, em Sociedade

Abe oficializa a extensão do estado de emergência para até o dia 31 de maio, e comenta sobre nova fase que o Japão enfrentará.

Abe em pronunciamento realizado às 17h

O primeiro-ministro Shinzo Abe oficializou a extensão do período de estado de emergência até o dia 31 de maio para todo o país. O anúncio foi feito em reunião realizada por volta das 17h desta segunda-feira (4).

Publicidade

Inicialmente o primeiro-ministro agradeceu o apoio dos cidadãos em manter o distanciamento social. “Agradeço o apoio da população em diminuir em 80% o contato com outras pessoas”, comenta. Abe enfatiza que o Japão não apresentou grandes surtos do novo coronavírus como na Europa, o que mostra a “eficiência das medidas tomadas”.

Abe comenta que pretende retirar o estado de emergência de algumas regiões baseado em análises de especialistas recebidas por volta do dia 14 de maio. “A situação das regiões e das instituições médicas será levada em conta para retirar o estado de emergência mesmo antes do período”, disse. “Pretendo tirar o estado de emergência pouco a pouco de acordo com a situação de cada província”.

“Este mês será um período de preparo para os próximos estágios”, afirmou. Abe enfatiza que o número de infectados está em tendência de queda, mas ainda é necessária atenção.

Abe também pediu para lojas, estabelecimentos culturais, restaurantes, locais de eventos e hotéis funcionassem de acordo com as novas necessidades nesse período.

No fim do discurso, Abe comentou que pediu a especialistas para criar diretrizes (guideline) a fim de impedir a propagação do novo coronavírus.

Por volta das 18h, o primeiro-ministro responderá a uma coletiva de imprensa sobre o assunto.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Empregos no Japão - HUMAN