Fechamento de parques da Disney no Japão será prorrogado

O fechamento dos parques ocorreu em 29 de fevereiro e foi estendido várias vezes, visto que o surto de coronavírus continuou.

Parques da Disney no Japão continuam fechados por causa do coronavírus (PM)

A Oriental Land disse nesta sexta-feira (8) que estenderá os fechamentos de seus parques temáticos Tokyo Disneyland e Tokyo DisneySea por mais um tempo em linha com a extensão da declaração de estado de emergência do governo sobre a pandemia de coronavírus.

Publicidade

Anteriormente, a companhia havia dito que decidiria quando reabrir os parques na cidade de Urayasu (Chiba) em torno de meado deste mês.

Entretanto, a Oriental Land agora planeja tomar a decisão logo após o governo central e autoridades locais relevantes retirarem seus pedidos de suspensão de negócios relacionados à pandemia, disseram oficias da companhia.

O fechamento dos parques ocorreu em 29 de fevereiro e foi estendido várias vezes, visto que o surto de coronavírus continuou.

A Oriental Land também disse que colocaria cerca de 5,4 mil funcionários sob licença temporária a partir de 18 de maio até os parque serem reabertos.

Fonte: Nippon

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Condição inflamatória rara afeta algumas crianças com Covid-19

Publicado em 8 de maio de 2020, em Notícias do Mundo

Grupos médicos no Reino Unido, Itália e Espanha alertaram profissionais da saúde no mês passado para prestar atenção na condição.

Pediatra examinando criança (ilustrativa/PM)

Dezenas de crianças nos EUA foram hospitalizadas com séria condição inflamatória possivelmente ligada ao coronavírus e vista pela primeira vez na Europa.

Publicidade

Autoridades de Nova Iorque anunciaram na quarta-feira (6) que 64 casos em potencial haviam sido reportados ao estado. A informação seguiu um alerta no início desta semana sobre 15 casos na cidade de Nova Iorque.

Algumas outras crianças nos EUA foram afetadas durante a pandemia, incluindo um bebê de 6 meses na Califórnia diagnosticado com Covid-19 e doença de Kawasaki, uma condição rara que causa inflamação nos vasos sanguíneos.

Febre, dor abdominal e erupções cutâneas são sintomas comuns, enquanto algumas crianças em Nova Iorque desenvolveram inflamação no coração que exigiu cuidados intensivos. A maioria tinha evidência de infecções por coronavírus passadas ou atuais.

Grupos médicos no Reino Unido, Itália e Espanha alertaram profissionais da saúde no mês passado para prestar atenção na condição.

Alguns médicos dizem que os casos de Nova Iorque aumentam a probabilidade de que a síndrome é uma rara complicação de Covid-19, embora isso ainda precise ser provado.

“Isso nos deixa um pouco em alerta e diz que precisamos estar vigilantes em relação a complicações incomuns e mais severas da Covid-19”, em crianças, disse o Dr. Larry Kociolek, especialista em doenças infecciosas no Hospital de Crianças Lurie em Chicago.

Em um comunicado de imprensa divulgado na quarta-feira, a Associação Americana do Coração enfatizou que a condição é rara.

“Queremos tranquilizar os pais – isso parece ser incomum. Enquanto a doença de Kawasaki pode causar danos no coração ou nos vasos sanguíneos, os problemas cardíacos geralmente se vão em cinco ou seis semanas, e a maioria das crianças se recupera completamente”, disse a Dr. Jane Newburger, membra associada e diretora do Programa Kawasaki no Hospital de Crianças de Boston.

Pelo menos 3 mil crianças nos Estado Unidos são diagnosticadas com a doença de Kawasaki a cada ano. Ela é mais comum em crianças com idade inferior a 6 anos e em meninos. Ela foi relatada pela primeira vez em crianças japonesas e ocorre no mundo todo.

A síndrome incomum levou a uma teleconferência na semana passada com pesquisadores, médicos e oficias da saúde dos Estados Unidos e internacionais, disse a Fundação da Doença de Kawasaki em uma declaração na quinta-feira (7).

Os participantes concluíram que as crianças afetadas deveriam ser tratadas por especialistas em hospitais onde cuidado intensivo esta prontamente disponível, visto que algumas com a condição inflamatória ficam mais doentes rapidamente.

Médicos ainda acreditam que a maioria das crianças com Covid-19 desenvolve apenas doença leve.

Grande parte de pesquisa publicada sobre coronavírus em crianças é da China e não inclui menção da síndrome inflamatória.

O Dr. Sonja Rasmussen, antigo especialista do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, agora na Universidade da Flórida, disse que mais dados publicados são necessários para esclarecer como a Covid-19 afeta crianças nos EUA e que a possibilidade de doença severa não deveria ser dispensada.

“Não podemos ser complacentes com a Covid-19 em crianças”, disse Rasmussen.

O Dr. Sean O’Leary, membro do comitê de doenças da Academia Americana de Pediatria, disse que cientistas e médicos nos EUA e de outros países estão colaborando para entender melhor a condição inflamatória. Mas ele enfatizou que não ela foi reportada na maioria das crianças coronavírus.

“Isso não é algo com que os pais precisam ficar em pânico”, disse ele.

Fonte: Mainichi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!