Indonésia passa a solicitar certificado de Covid-19 para todos que entrarem no país

Todos os viajantes com certificados também precisarão seguir restrições de distanciamento social e serem submetidos a uma verificação adicional no porto de entrada.

Viajante preenchendo HAC (Health Alert Card) em Bali, Denpasar, Indonésia, em 28 de março de 2020 (PM)

O Ministério de Saúde da Indonésia anunciou na sexta-feira (15) que todos os indonésios e cidadãos estrangeiros que entrarem no país precisarão de um certificado de saúde da nação de onde estão vindo declarando resultado de teste negativo para Covid-19, reportou a agência de notícias Antara.

Publicidade

Todos os viajantes com certificados também precisarão seguir restrições de distanciamento social e serem submetidos a uma verificação adicional no porto de entrada.

O certificado médico declarando status negativo para Covid-19 de cada viajante terá que estar em inglês e é válido somente por 7 dias após a data de emissão.

Oficiais da saúde em portos de entrada conduzirão verificação, emitindo um Cartão de Alerta de Saúde (Health Alert Card – HAC) a viajantes que passam pelo rastreio e têm um resultado de teste negativo para Covid-19.

Esses viajantes então precisarão se autoisolar por 14 dias, e cidadãos indonésios terão que reportar às autoridades da região onde moram.

Os visitantes que não têm um certificado de saúde serão testados para Covid-19 no porto de entrada.

Fonte: Straits Times

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Takashimaya reabre lojas principais

Publicado em 18 de maio de 2020, em Sociedade

A reabertura foi necessária em áreas sob o estado de emergência para atender as necessidades de comunidades locais e preservar os empregos.

Reabertura da loja de Nihonbashi, em Tóquio, nesta segunda-feira, 18 de maio (NHK)

A rede de lojas de departamento Takashimaya reabriu suas principais filiais em Tóquio, Osaka e em outras duas províncias, onde um estado de emergência para conter o coronavírus ainda continua em vigor.

Publicidade

Sua loja principal em Nihonbashi, Tóquio, abriu às 10h30 desta segunda-feira (18), pela primeira vez em mais de 1 mês. Funcionários usando escudos faciais fizeram a reverência silenciosamente para receber os clientes.

A loja instalou plásticos transparentes nos balcões e caixas a fim de ajudar a evitar infecção. Ela também limita o número de clientes que pode entrar por vez.

A Takashimaya havia fechado todas as suas lojas, com exceção dos andares de produtos alimentícios, após o estado de emergência ter sido declarado em abril.

Algumas lojas reabriram após a emergência ter sido retirada para 39 províncias na semana passada.

Nesta segunda-feira, oito lojas da Takashimaya retornaram aos negócios em Tóquio, Osaka, Kanagawa e Saitama, excluindo partes de certos andares.

Oficiais dizem que eles precisaram reabrir as lojas em áreas sob o estado de emergência para atender as necessidades de comunidades locais e preservar seus próprios empregos, assim como aqueles de parceiras de negócios.

O chefe da loja Nihonbashi, Iizuka Takeshi, diz que alguns clientes manifestaram preocupação, então ele quer garantir que a loja tome medidas minuciosas para evitar infecção.

Em Osaka e áreas ao redor, lojas de departamento da Kintetsu e da Daimaru Matsuzakaya também decidiram reabrir filiais.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!