Japão considera simplificar formato das Olimpíadas devido ao coronavírus

As Olimpíadas, inicialmente programadas para começar em 24 de julho de 2020, foram adiadas por 1 ano devido ao surto de coronavírus.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Estrutura de anéis olímpicos em Tóquio (PM)

O Japão está considerando simplificar o formato das Olimpíadas de Tóquio no próximo ano como parte dos esforços para prevenir a propagação do novo coronavírus, disseram fontes do governo nesta quinta-feira (4), divulgou o jornal Mainichi.

Publicidade

As mudanças poderiam incluir a diminuição no número de espectadores e redução das cerimônias de abertura e encerramento das Olimpíadas e Paralimpíadas, de acordo com fontes.

A disposição de serviços médicos, incluindo a realização de testes PCR (reação em cadeia da polimerase) em atletas, staff e espectadores, e restrições nas saídas de esportistas das vilas olímpicas estão sendo lançadas como possíveis medidas contra o vírus.

Em março, o Comitê Olímpico Internacional – COI e o governo japonês adiaram as Olimpíadas, inicialmente programadas para começar em 24 de julho deste ano, por 1 ano devido ao surto de coronavírus.

O primeiro-ministro Shinzo Abe disse que as Olimpíadas e Paralimpíadas deveriam ser realizadas de uma “forma completa” e dispensou a opção de reduzir a escala dos jogos, o que permanece sendo o objetivo final do governo.

Contudo, nesta quinta-feira o secretário-chefe do Gabinete Yoshihide Suga parou de explicar se o governo ainda mantém essa posição.

“É extremamente importante sediar jogos seguros para os atletas e espectadores”, disse o porta-voz do governo em uma coletiva de imprensa.

As fontes disseram que o comitê organizador e o COI já estão realizando discussões sobre revisões de seus planos operacionais para reduzir custos e adotar medidas contra o vírus.

“Esperamos trabalhar juntos com o governo e o comitê organizador para investigar o que pode ser simplificado”, disse a governadora de Tóquio Yuriko Koike. “Será necessário para ganhar empatia e compreensão do público”.

As Olimpíadas estão programadas para o período de 23 de julho a 8 de agosto de 2021, com as Paralimpíadas seguindo entre 24 de agosto e 5 de setembro.

Fonte: Mainichi

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

China emite mais vistos para japoneses na esperança de recuperação pós-vírus

Publicado em 4 de junho de 2020, em Ásia

A medida é aparentemente destinada a trazer de volta ao normal intercâmbios de negócios entre os dois países.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Um visto chinês, na imagem o L, para turistas (ilustrativa/PM)

O governo chinês aumentou o número de visto sendo emitidos a cidadãos japoneses após limitá-los por meses na sequência da pandemia de coronavírus, disse na quarta-feira (3) uma fonte diplomática familiar com relações bilaterais. A medida é aparentemente destinada a trazer de volta ao normal intercâmbios de negócios entre os dois países, disse a fonte, acrescentando que a China recentemente emitiu vistos para japoneses que entraram em Xangai e na província de Guangdong.

Publicidade

Com a ausência de funcionários japoneses afetando as operações em companhias relacionadas ao Japão na China, Pequim começou a dar preferência a empresários nipônicos na emissão de vistos para apoiar a economia duramente afetada pela propagação do vírus.

Mas deve levar algum tempo para que famílias de tais empresários, assim como turistas japoneses possam entrar na China, visto que voos entre os dois países provavelmente continuarão limitados.

Um grande número de trabalhadores e suas famílias voltaram ao Japão durante o feriado de Ano Novo Lunar que começou em 24 de janeiro e estenderam suas estadas para avaliar a situação, enquanto temores com o surto na China se arrastavam em fevereiro.

No fim de março, o Ministério de Relações Exteriores da China anunciou abruptamente que impediria temporariamente a entrada de estrangeiros na nação para evitar casos de infecções importadas. A medida se aplica mesmo àqueles que têm um visto válido ou permissão de residência.

Solicitações para vistos de negócios e alguns casos específicos, entretanto, foram permitidos em meio à proibição de viagens.

No fim do mês passado, cerca de 140 japoneses que haviam sido retirados da cidade de Wuhan no início do ano retornaram em um voo fretado para o epicentro original do coronavírus.

A China já começou a permitir a entrada de empresários sul-coreanos que atendem a certas condições para garantir a operação estável de redes de fornecimento, as quais foram gravemente interrompidas pela pandemia.

Pequim também disse que retomará o fluxo com Singapura para propósitos de negócios.

Até agora o Japão evitou um aumento explosivo nas infecções por coronavírus. O país tem mais de 17,6 mil casos e cerca de 900 mortes.

Em 25 de maio, o Japão suspendeu completamente seu estado de emergência aplicado por causa da crise do coronavírus.

Na China, o aumento de infecções atingiu o pico em fevereiro. O vírus, que causa a Covid-19, deixou 83 mil pessoas doentes e matou mais de 4,6 mil, disseram as autoridades de saúde do país.

Fonte: Kyodo News and Culture

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância