Chefe do COI chama japoneses de ‘chineses’ no seu 1º discurso em Tóquio

O presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, logo corrigiu seu erro após chamar seus anfitriões de chineses.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Thomas Bach em seu primeiro discurso na sede do comitê olímpico em Tóquio (YouTube/NBC News)

O chefe do Comitê Olímpico Internacional – COI não está ganhando uma medalha de ouro em diplomacia.

Publicidade

Thomas Bach se referiu aos japoneses como “chineses”, enquanto fazia seus primeiros comentários públicos em Tóquio antes dos Jogos de Verão na manhã de terça-feira (13).

Bach confundiu seus anfitriões – e rapidamente se corrigiu – em conversas na sede do comitê organizador das Olimpíadas de Tóquio.

“Nossa meta comum é a realização de jogos seguros para todos, para atletas, para todas as delegações, e sobretudo para a população chinesa – japonesa”, disse Bach.

O erro não foi incluído nas interpretações de inglês para japonês, mas foi rapidamente reportado pela mídia japonesa.

Reações negativas por causa da gafe foram rápidas na mídia social do Japão. A controvérsia ocorre quando organizadores têm sido criticados por avançar com os jogos, mesmo pesquisas mostrando que a maioria dos japoneses acha que o evento deveria ser adiado novamente ou cancelado devido ao aumento de casos de Covid-19.

Organizadores proibiram todos os espectadores de eventos em Tóquio, após um estado de emergência ter sido declarado devido ao aumento de infecções pelo vírus na capital.

Bach chegou ao Japão na semana passada, passando seus três primeiros dias em isolamento.

Ele tem mobilidade limitada durante seus primeiros 14 dias em Tóquio sob protocolos de quarentena e distanciamento social que se aplicam à grande maioria dos convidados olímpicos.

A Tokyo 2020 deve começar em 23 de julho.

Fonte: New York Post

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Escassez de chips força Panasonic a cortar produção de componente de painéis solares

Publicado em 14 de julho de 2021, em Sociedade

Em breve, a Panasonic suspenderá a produção de um componente principal para células solares de telhado devido à falta de semicondutores.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Painéis solares sobre casa no Japão (ilustrativa/banco de imagens)

A Panasonic em breve suspenderá a produção de um componente principal para células solares de telhado devido ao apertado fornecimento global de semicondutores.

Publicidade

No fim de junho, a Panasonic enviou a companhias clientes um aviso falando que fornecimentos de condicionadores de energia usados em sistemas solares residenciais sofrerão atrasos.

A gigante dos eletrônicos deve suspender a produção de vários produtos com início neste mês.

Essas mudanças são decorrentes do incêndio que ocorreu em março em uma fábrica de chips da Renesas Electronics, que interrompeu o fornecimento de semicondutores para condicionadores de energia.

Embora a produção dos dispositivos deva retornar ao normal até janeiro, ela deve diminuir em 20 a 30 por cento.

Um condicionador de energia é um tipo de inversor que modula energia solar que pode ser usada em residências.

Fonte: Asia Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância