Farmacêutica diz que pílula pode reduzir risco de Covid-19 em 50 por cento

O medicamento que é via oral pode reduzir o risco de doença grave ou morte em alguns pacientes em cerca de 50 por cento.

O medicamento oral molnupiravir pode reduzir risco de doença grave ou morte em 50% (NHK via Merck encerra)

A companhia farmacêutica dos EUA Merck diz que desenvolveu um medicamento contra coronavírus que é via oral e pode reduzir o risco de doença grave ou morte em alguns pacientes em cerca de 50 por cento.

Publicidade

O medicamento é chamado de molnupiravir. Representantes da Merck dizem que ele foi testado em cerca de 760 pacientes com sintomas leves a moderados.

Todos eles tinham pelo menos um fator de risco que os tornava mais suscetíveis à doença grave.

Pesquisadores descobriram que somente 7% daqueles que tomaram a pílula precisaram ser hospitalizados e todos eles sobreviveram.

Entretanto, 14% dos pacientes que tomaram placebo foram hospitalizados ou morreram.

O CEO da Merck, Rob Davis, disse que o molnupiravir é importante porque ele é o primeiro antiviral oral que estará disponível para combater a Covid-19.

Responsáveis da companhia dizem que pedirão às reguladoras que autorizem o medicamento para uso de emergência nos EUA assim que possível.

As farmacêuticas rivais Pfizer e Roche Holdings estão se apressando para desenvolver seus próprios tratamentos por via oral.

Fonte: NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Excursões de ônibus são retomadas após estado de emergência

Publicado em 2 de outubro de 2021, em Sociedade

Algumas companhias já estão retomando excursões de ônibus.

Funcionária organizando folhetos antes de receber ox clientes (NHK)

A indústria do turismo do Japão é um setor que tem a expectativa de um rápido retorno ao normal após o estado de emergência que expirou na quinta-feira (30). Algumas companhias já retomaram excursões de ônibus.

Publicidade

Turistas se reuniram em um terminal rodoviário na central Tóquio por volta das 7h30 na sexta-feira (1º). Quatroze pessoas partiram para uma viagem de um dia na província de Nagano para colher uvas e desfrutar de uma refeição em um restaurante francês.

A operadora retomou as excursões de ônibus após 2 meses e meio de suspensão.

A companhia também reabriu seus balcões de serviço aos clientes. Funcionários desinfetaram balcões e prepararam folhetos antes de receber as pessoas.

Takao Matsumura, gerente na companhia, disse que as vendas de excursões eram suspensas todas as vezes que um estado de emergência era declarado. Ele disse que está feliz em poder conseguir retomá-las e a companhia implementará medidas rigorosas contra o coronavírus.

A operadora disse que planeja oferecer mais excursões e que algumas serão limitadas a pessoas que estão completamente vacinadas ou testaram negativo para o coronavírus.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros