OMS reporta primeiro aumento em mortes por tuberculose desde 2005

A relatório da OMS atribui o aumento na suspensão de serviços de saúde essenciais devido à pandemia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustração 3D da bactéria que causa a tuberculose (banco de imagens)

A Organização Mundial da Saúde – OMS diz que o número de mortes em decorrência de tuberculose – TB aumentou pela primeira vez em mais de uma década, devido à pandemia de coronavírus.

A OMS divulgou seu relatório anual sobre tuberculose na quinta-feira (14).

A organização estima que cerca de 1,5 milhão de pessoas morreram da doença no mundo no ano passado. Isso é mais de 100 mil em relação ao ano anterior.

Mortes por TB estavam em declínio. O número para 2020 marcou o primeiro aumento ano a ano desde 2005.

O relatório atribui o aumento na suspensão de serviços de saúde essenciais devido à pandemia.

A OMS diz que no ano passado bem menos pessoas foram diagnosticadas e tratadas ou receberam tratamento preventivo comparado com 2019. A organização diz que o gasto geral com serviços essenciais para tuberculose também caíram.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, pediu por medidas urgentes para combater a TB. Ele citou que apesar da tuberculose ser uma “doença prevenível e tratável”, ela mata muitas pessoas.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Japão aumentará capacidade de hospitais para tratar mais pacientes de Covid-19

Publicado em 16 de outubro de 2021, em Sociedade

O anúncio ocorre em meio a preocupações sobre uma potencial 6ª onda do vírus no inverno.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Camas em hospital (ilustrativa/banco de imagens)

O governo do Japão disse na sexta-feira (15) que reforçará o sistema médico do país para permitir que 20% a mais de pacientes de Covid-19 sejam admitidos em hospitais comparado com a 5ª onda de infecções no verão passado quando muitas pessoas foram forçadas a se recuperarem em casa.

Em um resumo de contramedidas apresentadas em uma reunião do painel, o governo do novo primeiro-ministro Fumio Kishida disse que buscará aumentar a taxa de utilização de leitos hospitalares garantidos para pacientes de Covid-19, além de designar mais leitos em hospitais públicos para uso exclusivo por quem sofre da doença respiratória.

O anúncio ocorre em meio a preocupações sobre uma potencial 6ª onda do vírus no inverno. Medidas para prevenir tal desenvolvimento são uma questão chave para a eleição geral em 31 de outubro.

“Vamos nos preparar para o próximo aumento de infecções ao considerar o cenário de pior caso”, disse Kishida na reunião. O governo planeja apresentar uma resposta mais detalhada à pandemia em novembro, acrescentou.

O Japão constatou um aumento de infecções neste verão quando realizou as Olimpíadas de Tóquio, registrando um recorde diário a nível nacional de 25.867 casos em 20 de agosto.

Desde então, o país tem visto um declínio estável nos casos, mas preocupações continuam com um outro aumento.

Fonte: Mainichi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Info para brasileiros de Mie-ken
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades