Coreia do Norte dispara míssil na quarta-feira, pela 10.ª vez este ano

O governo do Japão confirmou o lançamento de um míssil balístico da Coreia do Norte, na manhã de quarta-feira.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Mapa mostra os dois países (NHK)

Conforme as equipes militares da Coreia do Sul e EUA previam na terça-feira (15), ocorreu o lançamento de um míssil balístico na manhã de quarta-feira (16), pela Coreia do Norte.

Publicidade

O lançamento foi confirmado pelo MOD-Ministério da Defesa do Japão, antes das 10h, o qual informou que está se apressando para verificar onde caiu e se houve danos.

Somente este ano já foram realizados 10 disparos e este foi o segundo em março, depois do dia 5.

=Atualização= O Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas da Coreia do Sul revelou que o país vizinho lançou um projétil de um local próximo a Sunang, onde fica o aeroporto internacional, nos arredores da capital Pyongyang, por volta das 9h30 de quarta-feira, mas falhou pouco depois.

Patriot na Coreia do Sul (ANN)

Na quarta-feira, o Exército dos EUA em treinamento na Coreia do Sul divulgou que sua brigada de artilharia está equipada com o sistema de mísseis Patriot, o qual detecta e atinge projéteis.

Essa divulgação incomum foi feita porque os EUA consideram importante restringir a Coreia do Norte, a qual estava se preparando desde segunda-feira para fazer um disparo. 

“O aumento dos lançamentos de mísseis pela Coreia do Norte prejudica a paz e a segurança e desestabiliza o nordeste da Ásia“, divulgou os EUA.

Fontes: NHK e ANN

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Japão proibirá exportações de cerca de 300 itens para a Rússia e Belarus

Publicado em 16 de março de 2022, em Notícias do Mundo

O embargo japonês é aplicado sobre exportações produtos, como semicondutores, e tecnologias.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

O Japão designou na terça-feira (15) cerca de 300 itens e tecnologias como sujeitos a uma proibição de exportação sobre a Rússia e Belarus (Bielorrússia) a partir do fim desta semana para evitar que esses países aumentem suas capacidades militares, como parte das sanções de Tóquio sobre a invasão da Ucrânia por Moscou.

Publicidade

O embargo sobre exportações de 266 produtos, como semicondutores, equipamento de comunicação e materiais de ponta, e 26 tecnologias, incluindo programas de design para máquinas de fabricação de chips, entrará em vigor na sexta-feira (18), de acordo com o Ministério da Economia, Comércio e Indústria.

Além disso, exportações de equipamento de refinação de petróleo e tecnologias relacionadas para a Rússia serão proibidas, disse o ministério.

A medida ocorreu quando o Japão e outras nações ocidentais, incluindo membros dos grandes países desenvolvidos do Grupos dos 7 (G7), vêm aumentando as sanções econômicas sobre a Rússia, visto que a situação na Ucrânia não mostra sinais de melhora, com Moscou intensificando seus ataques contra a antiga república soviética desde 24 de fevereiro.

Belarus foi acusada de auxiliar a agressão russa.

Os EUA e nações europeias proibiram envios de produtos para uso militar e commodities de propósito geral que poderiam ser usados para fortalecer as capacidades das forças russas.

Fonte: News and Culture

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância