Empresário russo oferece 1 milhão de dólares para quem prender Putin

Os seus posts nas redes sociais geraram matérias, comentários e compartilhamentos em massa.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Vladimir Putin (Wikimedia)

Na quinta-feira (3) um post na rede Linkedin chamou a atenção da imprensa internacional. Um empreendedor e empresário russo que ofereceu uma recompensa, no dia anterior, para quem prender o presidente russo Vladimir Putin, no valor de 1 milhão de dólares, se justificou porque gerou uma certa confusão.

Publicidade

O empresário Alex Konanykhin esclareceu: “Alguns comentários sugerem que prometi pagar pelo assassinato de Putin. Não está correto. Embora tal resultado seja aplaudido por milhões de pessoas em todo o mundo, acredito que Putin deve ser levado à justiça”, destacou.

No post que gerou dezenas de comentários, no Linkedin de dias atrás, diz o seguinte:

Prometo pagar US$ 1.000.000 ao(s) oficial(is) (no sentido de policiais) que, cumprindo seu dever constitucional, prender(em) Putin como criminoso de guerra sob as leis russas e internacionais. Putin não é o presidente russo quando chegou ao poder como resultado de uma operação especial de explodir prédios de apartamentos na Rússia, depois violou a Constituição ao eliminar eleições livres e assassinar seus oponentes. Como russo étnico e cidadão russo, vejo como meu dever moral facilitar a desnazificação da Rússia. Continuarei minha assistência à Ucrânia em seus esforços heróicos para resistir ao ataque da orda de Putin”.

Ele postou também no Facebook, mas a imagem foi banida. Provavelmente porque na imagem tem a frase “Dead or Alive”, como nos pôsteres antigos dos EUA, quando os bandidos eram procurados pelos mocinhos. Mas, no texto não há nenhuma menção de “morto”, apenas que seja preso. O post continua lá, só em texto. Até a noite de quinta-feira (3) já tinha mais de 1,1 mil comentários e 3,3 mil compartilhações.

Disse que vai continuar apoiando a Ucrânia, país que foi invadido pelo exército de Putin, no dia 24 de fevereiro.

“Orda” é uma palavra russa que significa aquele que viaja de um lugar para outro, pilhando para guerra ou fazendo pilhagem, de acordo com The Century Dictionary and Cyclopedia.

Quem é o empresário russo   

De acordo com a KATV, que publicou uma matéria sobre o assunto, na quinta-feira (3), dos Estados Unidos, Konanykhin tem uma história controversa com seu país natal, a Rússia. Nascido em 1966, foi expulso da escola porque dirigia uma empresa quando era estudante na Universidade de Física e Tecnologia de Moscou.

Depois disso, entrou na onda de reformas econômicas sob o governo Gorbachev, tornou-se presidente de uma grande empresa de construção em apenas alguns anos e também começou a administrar um banco – Russian Exchange Bank – e, em 1992, era uma das pessoas mais ricas da Rússia.

Em 1996, ele e sua esposa foram presos nos Estados Unidos por supostamente terem violado a lei da imigração, mas aparentemente foi provocação das autoridades russas, alegando que ele teria desviado fundos do Russian Exchange Bank, de Moscou. Depois ficou tudo resolvido e o casal obteve um asilado político nos Estados Unidos. 

Konanykhin montou uma empresa de serviços de gerenciamento de trabalho remoto, a TransparentBusiness, e aparece no programa de mídia social Unicorn Hunters, onde empreendedores vendem suas ideias para investidores.

Reprodução do post original

Fontes: KATV, Facebook e Linkedin

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Ikea e H&M fecham lojas na Rússia

Publicado em 4 de março de 2022, em Notícias do Mundo

Dezenas de companhias ocidentais saíram ou suspenderam operações na Rússia em resposta à invasão na Ucrânia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ikea e H&M suspendem operações temporariamente na Rússia (banco de imagens)

Duas grandes empresas, a Ikea e a H&M, estão temporariamente pausando as operações na Rússia por causa da invasão da Ucrânia.

Publicidade

A Ikea, a maior empresa especializada em móveis do mundo, tem 17 lojas na Rússia.

A companhia disse que o conflito está tendo um “impacto humano imenso, resultando em graves interrupções a redes de fornecimento e condições de comércio”. Como resultado, ela decidiu pausar todas as operações na Rússia, assim como todo o comércio com o país e seu aliado, Belarus.

Dezenas de companhias ocidentais saíram ou suspenderam operações na Rússia em resposta à invasão, às sanções necessárias e a interrupções no fornecimento.

A Ikea disse que 15 mil trabalhadores seriam afetados diretamente pelos fechamentos na região. Contudo, a companhia continuará a pagar os salários a eles, pelo menos por enquanto.

A compahia H&M, que tem 168 lojas na Rússia, disse na quarta-feira (2) que também decidiu fechar temporariamente lojas na Rússia.

“O Grupo H&M se importa com todos os colegas e se junta a todos no mundo que estão pedindo por paz”, disse a varejista da moda sueca em uma declaração.

O vídeo abaixo mostra russos em peso em loja da Ikea após a notícia de suspensão de operações no país.

Fonte: CNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância