Moedas comemorativas dos 50 anos de retorno de Okinawa ao Japão

As moedas são em ouro e prata maciços, com motivos Ryukyu. São verdadeiras preciosidades, principalmente para quem é nativo dessa província ou descendente, gosta de história ou é colecionador.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

À esq. a moeda de prata e à dir. a de ouro (MOF)

O MOF-Ministério das Finanças anunciou na terça-feira (8), sobre a emissão de moedas de ouro com valor simbólico de 10 mil ienes e moedas de prata igualmente com valor simbólico de mil ienes para comemorar o 50.º aniversário do retorno de Okinawa ao Japão

Publicidade

A moeda de ouro tem 26mm de diâmetro e pesa 15,6 gramas. A parte da frente é decorada com o salão principal do Castelo de Shuri e a dança Ryukyu. A parte de trás é decorada com o padrão Bingata usado em roupas típicas tradicionais de Okinawa. 

Frente e verso da moeda de ouro (MOF)

Já a de prata tem 40mm de diâmetro e pesa 31,1 gramas. Além do Castelo de Shuri ou Shurijo, o pica-pau de Okinawa e a flor da província, chamada de Deigo no dialeto, ou garra de tigre no exterior, são desenhados na parte da frente, e a parte de trás é decorada com Bingata. 

A moeda de prata tem cores em ambos os lados, iniciativa pioneira da Casa da Moeda do Japão. 

Frente e verso da moeda de prata, a primeira colorida do Japão (MOF)

O número de moedas a serem emitidas é limitado a 20 mil unidades de ouro e 50 mil de prata.  

Os preços, já com imposto, são de 153.500 ienes para a de ouro e 11,7 mil ienes para a de prata.  

As inscrições serão aceitas na Casa da Moeda do Japão, após a realização de uma cerimônia comemorativa.

Os detalhes da inscrição serão anunciados no site do Japan Mint, após as 14h de 15 de maio.   

Fontes: Nikkei e MOF

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Menina de 6 anos morreu de desidratação sob ruínas de sua casa na Ucrânia

Publicado em 9 de março de 2022, em Notícias do Mundo

‘Essa é apenas uma das muitas histórias de Mariupol, que está bloqueada há 8 dias’, disse o prefeito da cidade na Ucrânia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Prédio destruído por bombardeio russo em Kiev (ilustrativa/banco de imagens)

Autoridades ucranianas disseram na terça-feira (8) que uma menina de 6 anos morreu por desidratação sob as ruínas de sua casa em Mariupol, no sudeste do país, após bombardeios pelas forças russas terem destruído o prédio e matado sua mãe.

Publicidade

Moscou chama suas ações na Ucrânia de “operação militar especial” designada a destruir as capacidades militares de seu vizinho e capturar o que ela considera como nacionalistas perigosos. Ela nega ter civis como alvo.

Bombardeio russo pesado na última semana cortou o fornecimento de água e energia em Mariupol, que tem população de cerca de 400 mil pessoas, e impediu que serviços de emergência chegassem a muitos lugares que foram atacados, diz o conselho da cidade.

“Não podemos dizer por quanto tempo nossa pequena e forte cidadã de Mariupol lutou pela vida. Não podemos imaginar o quanto de sofrimento uma criança inocente teve que enfrentar”, disse o prefeito Vadym Boichenko em uma postagem online, compartilhando apenas o primeiro nome da menina: Tanya.

“Nos últimos minutos de sua vida ela estava sozinha, exausta, com medo e com muita sede. Essa é apenas uma das muitas histórias de Mariupol, que está bloqueada há 8 dias”.

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenzky disse que era inaceitável que uma criança pudesse morrer de tal maneira no século 21.

Desde a manhã de terça-feira, o escritório de direitos humanos das Nações Unidas havia registrado pelos menos 406 mortes de civis na Ucrânia desde o primeiro dia de invasão russa em 24 de fevereiro, mas o número de óbitos era provavelmente bem maior.

Fonte: US News

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância