Número de refugiados da Ucrânia se aproxima de 1,5 milhão

O número deve chegar a 1,5 milhão neste domingo (6) enquanto a Rússia continua seu ataque 11 dias após invadir a Ucrânia.

Refugiados da Ucrânia caminham para Isaccea, na Romênia, após atravessarem a fronteira, em 2 de março de 2022 (banco de imagens)

O número de refugiados ucranianos deve chegar a 1,5 milhão neste domingo (6) enquanto a Rússia continua seu ataque 11 dias após invadir a Ucrânia e Kiev ter pressionado por mais ação do Ocidente, incluindo sanções adicionais e armas.

Publicidade

Moscou e Kiev trocaram culpa por um cessar-fogo fracassado no sábado (5) que permitiria civis fugirem de Mariupol e Volnovakha, duas cidades no sul cercadas pelas forças russas. Ucranianos que conseguiram escapar se espalharam pela Polônia, Romênia, Eslováquia e outros lugares.

Negociadores ucranianos disseram que uma terceira rodada de conversas com a Rússia sobre um cessar-fogo seguiria na segunda-feira (7), embora Moscou tenha sido menos definitiva.

Em um discurso transmitido pela TV na noite de sábado, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky pediu às pessoas em áreas ocupadas pelas tropas russas que lutassem.

“Devemos sair e conduzir esse mal de nossas cidades”, disse ele, prometendo reconstruir sua nação.

Antes, o presidente russo Vladimir Putin havia reiterado que queria uma Ucrânia neutra que fosse “desmilitarizada” e “desnazificada” e comparou as sanções ocidentais “a uma declaração de guerra”.

A Ucrânia e países ocidentais denunciaram as razões de Putin como pretexto sem fundamento para invasão que ele lançou em 24 de fevereiro e impuseram sanções abrangentes destinadas a isolar Moscou e devastar sua economia.

Fonte: Channel News Asia - CNA

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Taiwan intensifica treinamento militar como a Ucrânia, em caso de emergência no país

Publicado em 5 de março de 2022, em Ásia

O Ministério da Defesa de Taiwan dobrou o número de dias de treinamento a partir de agora para fortalecer a força da reserva a ser mobilizada em caso de emergência.

Militares da reserva de Taiwan convocados para treinamento intensivo (NHK)

O Ministério da Defesa diz que o Exército da Ucrânia, o qual está mobilizando um grande número de militares na reserva, serve como referência para Taiwan

Publicidade

Em resposta à crescente pressão militar da China, o Ministério da Defesa de Taiwan está trabalhando para reforçar os militares das reservas a serem mobilizadas em caso de emergência e, como uma das medidas concretas. O número de dias de um treinamento foi estendido para 14, o dobro do tempo anterior. E isso começou no sábado (5).

O primeiro dia de treinamento estendido aconteceu em várias partes de Taiwan. Com 500 convocados na unidade no norte de Taoyuan, chegaram um após o outro.   

Um homem na casa dos trinta que foi convocado disse: “Taiwan não é tão grande, mas é necessário fortalecer o treinamento de autodefesa”.

A extensão dos dias de treinamento foi decidida antes da invasão da Ucrânia pela Rússia, mas o Ministério da Defesa disse sobre a situação do exército ucraniano, o qual mobilizou um grande número de forças de reserva: “Como organizar e treinar forças de reserva, como exercer força, é o que iremos usar como referência”.  

A administração Tsai Ing-wen espera o apoio dos EUA no caso de uma emergência, mas dada a retirada das tropas americanas do Afeganistão no ano passado e a situação atual na Ucrânia, Taiwan necessita determinação e capacidade para se defender. 

Taiwan está em uma posição delicada por conta dos espiões do Partido Comunista Chinês infiltrados no país, por isso, a presidente Tsai Ing-wen alerta contra a situação atual que se assemelha muito à Ucrânia.

Taiwan está passando por uma sensação de crise intensificada pela invasão da Rússia, pois a China quer a unificação.

O ex-secretário dos Estados Unidos, Mike Pompeo, que está visitando Taiwan, argumentou que o governo dos EUA deveria aprovar Taiwan como um Estado soberano.

Fontes: NHK, ANN e JB Press

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros