Obrigatoriedade do teste do bafômetro até nas empresas com poucos veículos

A revisão da lei entrará em vigor em 1.º de abril. Veja quais são as empresas alvo da obrigatoriedade.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Funcionário fazendo o teste do bafômetro (SATV)

Na cidade de Fuji (Shizuoka) tem um fabricante de 20 anos, dos dispositivos de teste do etilômetro chamada Tokai Denshi. Com a a aplicação da revisão da Lei de Trânsito Rodoviário a partir de 1.º de abril, o número de consultas aumentou acentuadamente desde o início do ano.

Publicidade

Assim, a fábrica está trabalhando a todo vapor para entregar os dispositivos para as empresas. 

O gatilho para a revisão da lei foi um acidente no ano passado, na província de Chiba, onde um motorista de caminhão, alcoolizado, colidiu com uma fila de alunos do primário e duas crianças morreram.

Como o motorista desse caminhão não estava sujeito à alcoolemia antes de entrar no veículo e depois da jornada, a lei foi revisada para incluir as empresas que possuam um determinado número de veículos, independente de ser companhia de táxi ou de logística.

Os alvos passarão a ser todas as empresas que possuem um ou mais veículos de chapa branca com capacidade para 11 ou mais passageiros e as que possuem 5 ou mais carros de placas brancas para executar o trabalho de vendas, visitas e outros fins.

Antes de entrar no carro ou no veículo de propriedade da empresa, e ao entregá-lo, o funcionário deve fazer o teste do bafômetro. E os resultados devem ser supervisionados por um chefe, registrados e arquivados por um ano.  

No caso de violação

Se o motorista for flagrado alcoolizado, não só ele como a empresa também será responsabilizada. A pena poderá ser de até 5 anos de prisão ou multa de 1 milhão de ienes.

Além disso, se o motorista for instruído a dirigir um carro da empresa sabendo que estava em estado de embriaguez, o gerente poderá ser responsabilizado criminalmente.

Fontes: Pioneer e SATV

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Nissan encerrará produção do Cima, símbolo da bolha econômica

Publicado em 31 de março de 2022, em Sociedade

O Cima se tornou um hit logo após sua estreia em 1988, criando um chamado “fenômeno Cima” no auge da bolha econômica.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O Cima foi um dos carros icônicos de alta gama no Japão nos anos 1980 (NHK)

A Nissan encerrará a produção do sedan de luxo Cima até este verão devido a uma queda nas vendas nos últimos anos, soube-se nesta quinta-feira (31).

Publicidade

O Cima foi um dos carros icônicos de alta gama durante a era da bolha econômica do Japão nos anos 1980.

A montadora japonesa também encerrará a produção da versão híbrida do sedan esportivo Skyline, assim como do sedan Fuga, visto que seus motores não atendem aos padrões de ruído que serão introduzidos, disseram fontes informadas.

Aparentemente, a montadora japonesa acredita que ela deve focar no desenvolvimento de veículos eletrificados, para os quais a competição está aquecida, ao invés de colocar força na criação de motores que atendem a novos padrões.

O Cima se tornou um hit logo após sua estreia em 1988, criando um chamado “fenômeno Cima” no auge da bolha econômica.

As vendas anuais do modelo atingiram o pico de 36 mil unidades, levando ao boom de carros de luxo do país na época.

Fonte: Nippon

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência