Oligarca russo e dois ucranianos teriam sido envenenados na reunião de paz entre os dois países

A notícia só veio à tona recentemente e, segundo parece, foram os radicais russos que tentaram minar a reunião de tentativa de cessar-fogo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Oligarca russo (Wikipedia)

Há suspeita de que Roman A. Abramovich, um oligarca russo, considerado próximo de Vladimir Putin, presidente da Rússia, tenha sido envenenado em uma reunião de paz realizada em Kiev, capital da Ucrânia.

Publicidade

Segundo o WSJ-Wall Street Journal, o oligarca e dois ucranianos que participaram da reunião, apresentaram sintomas de olhos vermelhos, lacrimejamento doloroso e descamação da pele, no dia 3.

Há suspeita de que os radicais russos teriam feito isso para impedir a negociação. Porém, Mykhailo Podolyak, Conselheiro do Chefe de Gabinete do Presidente da Ucrânia, negou alegando que foi uma “especulação”.

Segundo as mídias, os 3 já se recuperaram e estão passando bem.

Abramovich, além de bilionário, é dono do Chelsea FC da Premier League inglesa, mas está sob sanções da União Europeia e do Reino Unido.

Na terça-feira (29) os negociadores voltaram a se reunir para o cessar-fogo. Desta vez a reunião será realizada às 16h (horário Tóquio), na Turquia

Fontes: ANN e BBC Japan 

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Uniqlo fecha 40 lojas em Xangai em meio à onda da covid-19

Publicado em 29 de março de 2022, em Ásia

As lojas fechadas contaram por cerca da metade dos 87 estabelecimentos da Uniqlo em Xangai.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Uma loja da Uniqlo na China (banco de imagens)

A Fast Retailing, operadora da loja de roupas casuais Uniqlo, fechou cerca de 40 lojas em Xangai, na segunda-feira (28), seguindo medidas efetivas de lockdown que a cidade chinesa implementou em resposta a uma nova onda de infecções por covid-19, disseram funcionários da companhia.

Publicidade

As lojas fechadas contaram por cerca da metade dos 87 estabelecimentos da Uniqlo em Xangai desde o fim de fevereiro.

Cerca de 20 das lojas ficam na parte leste da cidade e ficarão fechadas por enquanto.

As outras lojas, na parte oeste do país, estão fechadas como solicitado pelos donos dos prédios e outros.

O lockdown acontecerá em dois estágios, com o lado leste da cidade sob restrições no período de segunda-feira (28) até 1º de abril, e o lado oeste de 1º a 5 de abril.

Fonte: Jiji

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência