Russos bombardeiam a maior usina nuclear da Ucrânia

O presidente e seu ministro confirmaram que o exército russo estão atacando a maior planta nuclear da Europa e lançaram fogo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem de um vídeo postado pelo presidente Zelensky, do bombardeio na usina nuclear

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, publicou um post no Telegram, às 10h14 (horário Tóquio) e às 3h14 de sexta-feira (4) um vídeo que mostra uma explosão causada pelos militares russos na planta nuclear da Ucrânia.

Publicidade

Foi confirmado também pelo Ministro das Relações Exteriores, Dmytro Kuleba, em post no Twitter.

Ainda não se sabe da magnitude dos danos que esse desastre causará. Poderá ser 10 vezes maior do que o de Chernobyl

A AIEA-Agência Internacional de Energia Atômica recebeu um relatório da Ucrânia na quinta-feira (3) de que um grande número de tanques russos invadiu a cidade com a maior usina nuclear da Ucrânia, de Zaporizhzhya, da Energoatom– Empresa Nacional de Geração de Energia Nuclear, uma empresa estatal que opera todas as quatro centrais nucleares.

A maior usina nuclear de Zaporizhzhya, em Energodar, sudeste da Ucrânia, abriga seis dos 15 reatores nucleares do país. 

O prefeito, Dmitry Orlov, disse que a tropa russa bombardeou o Hospital Multidisciplinar de Terapia Intensiva Vasylivka, o que matou 3 pessoas e 4 ficaram feridas, nos dias 1 e 2, atacando ofensivamente outros locais da cidade.

Fontes: NHK, Twitter e Telegram

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Um milhão de pessoas fugiu da Ucrânia desde a invasão russa

Publicado em 4 de março de 2022, em Notícias do Mundo

Cerca de 1 milhão de pessoas deixou a Ucrânia desde a invasão russa há uma semana, um êxodo sem precedentes neste século por sua velocidade.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Refugiados ucranianos seguindo em direção à fronteira com a Eslováquia, 26 de fevereiro de 2022 (banco de imagens)

A agência de refugiados das Nações Unidas disse na quinta-feira (3) que 1 milhão de pessoas deixou a Ucrânia desde a invasão russa há uma semana, um êxodo sem precedentes neste século por sua velocidade.

Publicidade

O número do Alto Comissariado para Refugiados das Nações Unidas – UNHCR equivale a mais de 2% da população da Ucrânia – a qual o Banco Mundial contou a 44 milhões no fim de 2020 – em movimento pelas fronteiras em apenas 7 dias.

As contagens diárias apontaram para a velocidade vertiginosa da evacuação: após mais de 82 mil pessoas terem fugido no primeiro dia da invasão russa em 24 de fevereiro, após isso havia pelo menos 117 mil novos refugiados, atingindo um pico de cerca de 200 mil só na terça-feira (1º), com base na contagem mais recente da UNHCR.

Alguns funcionários de longa data da UNHCR, acostumados em lidar com crises de refugiados, disseram que eles nunca viram algo parecido com esse êxodo.

A Síria, cuja guerra civil explodiu em 2011, continua sendo o país com o maior fluxo de refugiados – cerca de 5,7 milhões de pessoas, de acordo com números da UNHCR.

Mas mesmo com a taxa mais rápida de saída do país, no início de 2013, levou pelo menos 3 meses para 1 milhão de refugiados deixarem a Síria.

Até agora, funcionários das Nações Unidas e outros têm elogiado de forma geral a resposta dos vizinhos da Ucrânia, os quais abriram casas, ginásios e outras instalações para abrigar novos refugiados.

Fonte: Time

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância