Corpo na caixa d’água do prédio é de uma residente

Segundo informações da polícia, a mulher encontrada morta dentro do reservatório de água é uma condômina.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Buraco no reservatório de água (FNN)

O caso que chamou a atenção de todo país, do corpo dentro do reservatório de água de um prédio de apartamentos na cidade de Chiba (província homônima), por volta das 9h de segunda-feira (18), começou a ser elucidado.

Publicidade

Segundo a polícia local, havia um buraco na parte superior do reservatório. Lá dentro havia uma mulher adulta, vestida e calçada, a qual foi resgatada, mas já estava morta. A polícia estava investigando sob 2 aspectos – o de incidente ou de acidente.

A mulher é moradora do condomínio e acredita-se que tenha caído da escada de emergência, na lateral do prédio e próxima à caixa d’água, pouco antes de ser descoberta.

A polícia continua investigando a situação no local, suspeitando que a mulher possa ter cometido suicídio.

Segundo a polícia, a caixa d’água abastece o condomínio com água potável.

Fontes: Chiba Nippo e FNN

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Japão acolhe agora mais de 600 refugiados ucranianos

Publicado em 19 de abril de 2022, em Sociedade

Especialistas dizem que um dos desafios principais será ajudar os refugiados a lidarem com a barreira do idioma.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O governo japonês planeja continuar a aceitar ativamente refugiados ucranianos (NHK)

Autoridades da imigração dizem que desde 17 de abril um total de 661 pessoas da Ucrânia, que fugiram da invasão russa, vieram para o Japão.

Publicidade

Vinte deles vieram a bordo de um avião do governo que partiu da Polônia em 5 de abril. Outros 20 viajaram em voos comerciais em 9 e 16 de abril, usando lugares garantidos pelo governo japonês. Os restantes 621 vieram por outros meios.

Para essas pessoas, inicialmente, é garantido um visto de 90 dias, mas que pode ser alterado para o status de “atividades designadas” que tem validade de 1 ano se desejarem, permitindo que elas se registrem como residentes, encontrem trabalho e possam se inscrever no programa de seguro de saúde pública.

Oficiais da imigração disseram que eles aprovaram a mudança no status do visto para cerca de 145 pessoas desde 17 de abril.

O governo planeja continuar a aceitar ativamente refugiados ucranianos. Funcionários estão trabalhando com governos locais e empresas para oferecer suporte necessário.

Entretanto, o período de evacuação deve se transformar em uma situação de longo prazo.

Especialistas dizem que os desafios principais serão ajudar os refugiados a lidarem com a barreira do idioma e amenizar suas preocupações em relação a trabalho.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência