Sobe para 11 o número de mortos no acidente com barco turístico em Hokkaido

O contato com o barco foi perdido após ele ter reportado que água estava invadindo a embarcação por volta das 13h15 de sábado (23).

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O barco turístico Kaizu I desapareceu em águas ao largo da costa de Hokkaido no sábado, 23 de abril (NHK)

Houve a confirmação nesta segunda-feira (25) de que uma menina de 3 anos morreu, aumentando para 11 o número de óbitos, após um barco turístico com 26 passageiros e tripulação a bordo ter desaparecido em águas ferozes no último fim de semana ao largo da costa de Hokkaido, disseram a Guarda Costeira do Japão (JCG) e autoridades locais.

Publicidade

Tendo despachado aeronaves e embarcações, a JCG e as Forças de Autodefesa estavam continuamente em busca de outras 15 pessoas após o acidente envolvendo o Kazu I de 19 toneladas. O contato com o barco foi perdido após ele ter reportado que água estava invadindo a embarcação por volta das 13h15 de sábado (23).

No dia seguinte, houve a confirmação de que 7 homens e 3 mulheres haviam morrido. Havia duas crianças a bordo.

De acordo com a JCG, a menina foi encontrada na noite de domingo (24) inconsciente em águas a cerca de 14Km ao leste de um farol perto da ponta da Península de Shiretoko.

A JCG disse que a criança provavelmente foi levada devido à forte ventania e maré. Junto ao Ministério dos Transportes, 24 passageiros com idade abaixo de 10 à faixa dos 70 anos foram identificados.

As buscas continuaram por toda a noite, indo além da ponta da península onde a maioria das vítimas foi encontrada. Nove das 10 foram encontradas na água ou perto das rochas a cerca de 10km de onde o barco emitiu o primeiro chamado de resgate.

Barcos de pesca locais e embarcações turísticas se juntaram às buscas. Acredita-se que todos os passageiros e tripulação estavam usando coletes salva-vidas.

O barco deixou o porto em Shari por volta das 10h de sábado para fazer um tour ao longo da península, designada como Local de Patrimônio Mundial Natural em 2005 e lar para muitas espécies raras e animais e plantas.

Um chamado do barco tripulado por um capitão e marinheiro disse a sua operadora, a Shiretoko Yuransen, que a embarcação estava inclinando a 30 graus por volta das 14h antes de perder contato, de acordo com a JCG.

Fonte: News and Culture

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Brasileiro usa bambu no quadro das bicicletas que produz

Publicado em 25 de abril de 2022, em Curiosidades

Suas famosas bicicletas são frutos de uma paixão e sonho de criar algo com bambu.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Quadro da bicicleta é de bambu (reprodução da página web GerWorks)

A bicicleta para esse artesão, artista e engenhoso brasileiro tem o sinônimo de liberdade. E ele quis harmonizar o ser humano com a natureza usando bambu no quadro da bicicleta ao invés dos metais.

Publicidade

Foi tema do programa de documentário LIFE 〜夢のカタチ〜 (lê-se Life, Yume no Katachi), da TV ABC de Osaka, exibido no sábado. Esse programa destaca os momentos brilhantes da vida com a palavra-chave sonho.

O destaque do programa foi o nikkei brasileiro de terceira geração Gerson Aisawa Hara (ハラ・ジェルソン・アイザワ), o qual tem uma oficina muito especial em Sumiyoshi-ku, cidade de Osaka (província homônima).

Gerson trabalhando na sua oficina (reprodução do programa da ABC TV)

Segundo ele, veio ao Japão com 22 anos, em busca de suas raízes. Portanto, já passou metade de sua vida na terra dos ancestrais.

Depois de chegar ao Japão, conseguiu um emprego relacionado à soldagem, mas ficou fascinado com a beleza do bambu japonês e mudou seu trabalho para o paisagismo. Além disso, queria fazer algo de bambu, e ligou uma coisa com a outra, ou seja, sua paixão pelos pedais desde criança, conforme descreve na página web de seu ateliê.

Em 2007 montou sua oficina, batizada como GerWorks. Usa o bambu para fazer os quadros de bicicletas, pois é um material natural, leve, forte e flexível.  

A estrutura de bambu que absorve a vibração tem excelente qualidade de condução e passou no teste de resistência padrão mundial. As bicicletas de Gerson são amadas por muitos ciclistas.

Lindas bikes com quadro de bambu (reprodução do Instagram)

Ele contribui com o usuário encontrando a menor maneira de curtir o ciclismo com segurança, conforto e estilo, descreve na página web.

O design especial pode ser único, na cor, tamanho e acessórios. E, por falar em cor, as bikes do brasileiro são incríveis, e além disso, o ciclista tem 5 anos de garantia com sua bike exclusiva, de acordo com o gosto e pedido do cliente.

Para conhecer suas obras de arte casadas com tecnologia acesse sua página web (em inglês) tocando aqui. Ou caso queira ver algo no Instagram toque aqui.

Fonte: ABC Japan

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência