Criança encontra recém-nascido descartado no estacionamento

Policiais procuram a mãe que abandonou a criança recém-nascida enrolada em um cobertor.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Diplomata russo renuncia ao cargo por guerra na Ucrânia

Publicado em 24 de maio de 2022, em Notícias do Mundo

Boris Bondarev renunciou ao cargo na ONU em protesto contra a invasão de seu país à Ucrânia. ‘Nunca senti tanta vergonha do meu país’, disse ele.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Boris Bondarev enviou uma carta às missões diplomáticas estrangeiras em Genebra anunciando sua partida (NHK)

Um diplomata russo no Escritório das Nações Unidas em Genebra, na Suíça, renunciou ao cargo em protesto contra a invasão de seu país à Ucrânia.

Publicidade

Fontes disseram na segunda-feira (23) que Boris Bondarev enviou uma carta destinada às missões diplomáticas estrangeiras em Genebra anunciando sua partida. A declaração criticou duramente o presidente russo Vladimir Putin.

“Por 20 anos em minha carreira diplomática vi diferentes mudanças de nossa política estrangeira, mas nunca senti tanta vergonha do meu país desde 24 de fevereiro deste ano”, disse Bondarev na declaração.

Esse foi o dia quando a Rússia iniciou sua invasão à Ucrânia.

“A guerra agressiva provocada por Putin contra a Ucrânia, e de fato contra o mundo ocidental inteiro, não é apenas um crime contra os ucranianos, mas também, talvez, o crime mais grave contra as pessoas da Rússia”, continuou ele.

“Hoje, o Ministério de Relações Exteriores não é sobre diplomacia. É tudo sobre belicismo, mentiras e ódio”, disse.

Ele concluiu dizendo, “Estudei para ser um diplomata e tenho sido diplomata há 20 anos. O ministério se tornou meu lar e família. Mas simplesmente não posso mais compartilhar essa ignomínia sangrenta, estúpida e absolutamente desnecessária”.

A mesma declaração também foi enviada para uma conta de mídia social de negócios sob o nome de Bondarev. Comentários apoiando sua renúncia foram postados.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância