Japão flexibiliza medidas de fronteira: sem exigência de quarentena na chegada para grande parte dos países

Isso facilita a entrada, não só de turistas e novos entrantes, como também para os que retornam do Brasil e outros países.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa da aplicação para re-entry (MOJ)

O governo do Japão informou sobre o abrandamento da política de entrada dos estrangeiros, inclusive para facilitar a vinda dos turistas.

Publicidade

Essa nova medida fronteiriça será aplicada a partir da 0h de 10 de junho, segundo comunicado oficial do Ministério dos Assuntos Estrangeiros do Japão (MOFA).

Assim, o Japão pretende receber até 20 mil pessoas por dia, quando anteriormente estava limitado a 10 mil.

A partir de quinta-feira (26) os países e regiões do mundo foram divididos em 3 grupos com sinais verde, amarelo e vermelho. 

Mesmo com o resultado negativo do teste PCR em mãos, aos passageiros internacionais dos países sinalizados em vermelho serão exigidos o teste PCR quando chegarem e também quarentena de 7 dias em casa, inclusive no caso de re-entry.

No caso das pessoas vindas dos países em amarelo, são as mesmas exigências acima, mas se testarem negativo no Japão, a quarentena será reduzida para 3 dias, como é o caso do Peru.

Da lista de sinal verde (青, azul em japonês)

O Brasil, Argentina e outros fazem parte dessa lista do sinal verde, como também os países do G7. Para os passageiros, seja para estudar, trabalhar ou reentrantes, basta ter em mãos o resultado negativo do teste PCR (nos moldes exigidos pelo Japão), com menos de 72 horas antes do embarque. Nesse caso, ficam isentos do teste PCR na chegada ao Japão e também da quarentena.

Para ver a lista completa dos países, dividida em sinais vermelho, amarelo e verde (azul em japonês), toque aqui.

Transporte público

Em relação ao deslocamento para casa, por transporte público, no caso dos passageiros com re-entry, sendo de países sinalizados em vermelho e amarelo, dentro de 24 horas dos procedimentos após a chegada, poderão se locomover desde que se escolha o trajeto mais curto. E também torna possível usar o transporte público mesmo durante o período de quarentena, em casa.

Em relação a essas novas medidas abrandadas, os Ministérios das Relações Exteriores (MOFA) e o da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão (MHLW) prepararão uma versão revisada e a tornarão pública.

Fontes: Yomiuri e MOFA

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Japão abre mais um banco de leite humano de larga escala

Publicado em 27 de maio de 2022, em Sociedade

A abertura ocorre em meio à crescente demanda e aumento da conscientização sobre a nutrição oferecida pelo leite materno.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

Um novo banco de leite humano de larga escala abriu recentemente em Tóquio para ajudar bebês nascidos prematuramente com baixo peso.

Publicidade

A abertura ocorre em meio à crescente demanda e aumento da conscientização sobre a nutrição oferecida pelo leite materno, que pode aumentar a imunidade.

Esses bancos, onde o leite materno doado por mulheres registradas é pasteurizado, congelado e armazenado, abastecem unidades de terapia intensiva neonatal (UTINs) em hospitais mediante pedido.

No mundo, há mais de 750 bancos do tipo em mais de 60 países. Doadoras são mães registradas que produzem leite a mais do que seus bebês precisam.

No Japão, cerca de 7 mil bebês pesando menos de 1.500 gramas nascem a cada ano. Cerca de 5 mil precisam de leite doado porque suas mães têm dificuldades em produzir leite materno.

Apesar da necessidade, o Nippon Foundation Breast Milk, o banco de leite humano recém-estabilizado em Tóquio, é apenas a segunda instalação do tipo no Japão. Há também alguns hospitais no país que usam bancos de leite.

O outro banco de leite fica na sede da Pigeon Corp., uma fabricante de produtos para cuidados de crianças sediado em Tóquio.

Fonte: Japan Times

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância