Japão proibirá importações de petróleo russo ‘em princípio’, diz primeiro-ministro

A proibição ‘em princípio’ faz parte de uma campanha do G7 para conter a invasão russa à Ucrânia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Em reunião online do G7, Kishida disse que proibirá as importações de petróleo russo ‘em princípio’ (banco de imagens)

O Japão proibirá importações de petróleo bruto russo “em princípio”, como parte de uma campanha do G7, grupo dos sete países mais industrializados do mundo, para conter a invasão russa à Ucrânia, disse o primeiro-ministro Fumio Kishida em uma reunião online dos líderes dessas nações no domingo (8).

Publicidade

As nações do G7 se comprometeram a proibir ou suprimir as importações de petróleo russo, marcando a mais recente tentativa pelo Ocidente em colocar pressão sobre o presidente Vladimir Putin pela invasão da Ucrânia.

“Para um país fortemente dependente em importações de energia, é uma decisão muito difícil. Contudo, a coordenação do G7 é muito importante em um momento como agora”, disse Kishida, de acordo com uma declaração divulgada pelo governo.

O Japão até agora tem mostrado menos apetite por uma proibição total sobre o petróleo e gás russo, visto que o país pobre em recursos naturais é dependente de importações para manter suas luzes acesas, principalmente desde que desativou a maioria de seus reatores nucleares após a crise de Fukushima em 2011.

A Rússia é o quinto maior fornecedor de petróleo bruto e gás natural liquefeito do Japão.

Fonte: Asia Nikkei

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Aumento de testados positivo no final de semana com recordes em 2 províncias

Publicado em 9 de maio de 2022, em Sociedade

O final do feriado prolongado mostra tendência de aumento da infecção, marcando o início da sétima onda, com recordes. Veja a situação em Tokai.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

SARS-CoV-2 (Pixabay)

Os números de novos casos de infecção pelo coronavírus saltaram da faixa dos 25 mil para 40 mil no final de semana, indicando aumento em todas as províncias, como consequência das atividades no feriado da Golden Week. 

Publicidade

No sábado (7) Okinawa teve um registro histórico de testados positivo, chegando a 2.375, superando o pico de 1.826 em 15 de janeiro deste ano. E no dia seguinte, domingo (8), novamente teve o segundo maior número, de 2.060.

Pela primeira vez nesta epidemia a província, que é um dos destinos favoritos para turismo, o índice de infecção a cada 100 mil habitantes chegou a 750 no domingo, o pior do país, pois a média é de 159. Hokkaido tem o segundo maior, com 273, e em terceiro, Kagoshima, com 259.

Segundo informações do governo de Okinawa, a stealth omicron, ou BA.2, substituiu o coronavírus convencional em 96%

Hokkaido, que é o segundo destino favorito dos turistas, teve 3.115 testados positivo no domingo, com sensível aumento, comparável ao final de janeiro. E a província de Kagawa teve recorde no domingo, chegando a 510.

Região Tokai também com aumento

A província de Shizuoka está longe do pico da sexta onda, com pouco mais de 2 mil, mas teve aumento considerável no fim de semana, chegando a 922 no domingo, sendo que Hamamatsu teve a maior soma, de 243 novos casos.

Em Aichi, Gifu e Mie os números do final de semana mostram tendência de aumento. No domingo foram 879 a mais em Aichi, 88 a mais em Gifu e 392 em Mie, em comparação à semana anterior. Aichi não tinha um número tão elevado no domingo desde 13 de março.

Para ver os dados de todas as 47 províncias e aeroportos toque aqui.

Fontes: News Digest, Ryukyu Shimpo, FNN, JNN, SUT TV e CTV

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância