Calor exagerado em 25% dos pontos de observação do Japão, tanto em Aichi quanto em Tochigi e Gunma

Em 3 cidades de Gunma foram registradas as temperaturas mais elevadas do país. Em quase todo o país fez um dia de calor típico de julho.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa de sol a pino (CTV)

Pouco antes do início do verão as temperaturas em boa parte do arquipélago japonês foram elevadas no domingo (19). Dos 914 pontos de observação, 233 tiveram registros de pico de verão, como os dias de julho.

Publicidade

Na região Tokai, segundo os observatórios meteorológicos, muitas cidades tiveram temperatura máxima superior a 30ºC, porque a frente estacionária da estação chuvosa se afastou.

Os registros foram de 31,5ºC em Nagoia e 32,7ºC em Toyota, ambas em Aichi; 33,1ºC em Tajimi e 32,7ºC em Ogaki, ambas na província de Gifu. Em Kameyama (Mie) foi constatada máxima de 31,5ºC.

Na cidade de Maizuru (Quioto) os termômetros marcaram 30,6ºC e em Yonago (Tottori), 31,1ºC.

Três cidades de Gunma tiveram as temperaturas mais elevadas do país no domingo: em primeiro lugar, 34,2 em Kiryu; 33,5 em Isesaki e 33,4ºC em Tatebayashi.

Em consequência disso, 8 pessoas de ampla faixa etária – adolescentes aos 90 – foram socorridas com hipertermia.

Em grande parte do Japão as temperaturas foram superiores a 25 graus Celsius antecipando o verão.

Fontes: WeatherNews, Jomo News, ANN e CTV

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Chefe da Otan alerta que a guerra na Ucrânia pode durar por anos

Publicado em 20 de junho de 2022, em Notícias do Mundo

O chefe da Otan, Jens Soltenberg, diz que o mundo não deve abrandar o suporte para a Ucrânia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Donetsk e Luhansk, em vermelho, fazem parte da região de Donbas (banco de imagens)

A guerra na Ucrânia poderia durar por anos, diz o chefe da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), pedindo por suporte firme dos aliados do país na Europa Oriental enquanto a Rússia força batalha por território no leste da nação.

Publicidade

O secretário-geral Jens Stoltenberg disse que fornecer armamento de ponta para tropas ucranianas aumentaria a chance de libertar sua região leste de Donbas do controle russo, teria divulgado o jornal Bild am Sonntag da Alemanha.

Após falhar em tomar a capital Kiev no início da guerra, forças russas focaram em tentar assumir controle completo de Donbas, partes da qual já eram mantidas por separatistas apoiados pela Rússia antes da invasão em 24 de fevereiro.

“Devemos nos preparar para o fato de que pode levar anos. Não devemos abrandar o suporte para a Ucrânia”, teria dito Stoltenberg.

“Mesmo se os custos forem altos, não somente para suporte militar, mas também por causa dos altos custos de energia e de alimentos”.

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson, que visitou Kiev na sexta-feira (17) com uma oferta de treinar forças ucranianas, também disse no sábado (18) que era importante o Reino Unido oferecer suporte a longo termo, alertando sobre um risco de “fadiga ucraniana”com o perdurar da guerra.

Fonte: ABC Net

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância