Companhia ferroviária aumentará tarifas para alguns trens-bala

A medida da JR West para alguns trens-bala na linha Sanyo é destinada a cobrir a queda nos lucros devido aos números reduzidos de passageiros em meio à pandemia de coronavírus.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Shinkansen da série 700 que circula no serviço Nozomi da Sanyo Shinkansen (Wikimédia Commons/Fg2)

A West Japan Railway Co. (JR West) aumentará tarifas para certos trens-bala da linha Sanyo a partir de 1º de abril de 2023 para cobrir a queda nos lucros devido aos números reduzidos de passageiros em meio à pandemia de coronavírus, anunciou a companhia em 13 de julho.

Publicidade

Tarifas de assentos reservados, incluindo valores suplementares para vagões de classe mais alta chamados “green” (primeira classe) para os trens Nozomi e Mizuho da Sanyo subirão entre ¥110 e ¥420. A linha conecta as estações de Shin-Osaka (Osaka) e Hakata (Fukuoka).

A tarifa subirá em ¥110 em trechos que cobrem até 200Km, em ¥320 em trechos até 400Km e em ¥420 entre estações com distância de mais de 400Km uma da outra.

A tarifa básica combinada e a sobretaxa de assento reservado entre as estações de Shin-Osaka e Hakata aumentará de ¥15.600 para ¥16.020 durante períodos regulares. Isso também será aplicado a passageiros que viajam entre as estações de Tóquio e Hakata via Shin-Osaka.

Os preços para assentos não reservados e para algumas passagens de shinkansen reservadas através de um sistema de membership online pago não serão afetados. Tarifas para os trens-bala Hikari, Kodama e Sakura na mesma linha de shinkansen continuarão as mesmas.

Fonte: Mainichi

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Rússia multa Google com o equivalente a 50 bilhões de ienes

Publicado em 19 de julho de 2022, em Notícias do Mundo

A alegação é de que a gigante de TI não removeu conteúdos com ‘informações falsas’.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Logo da empresa americana (JNN)

Na segunda-feira (18), o tribunal da Rússia multou a empresa norte-americana Google em 373 milhões de dólares, por não ter excluído “as informações falsas sobre o curso da operação militar especial na Ucrânia”. 

Publicidade

Esse valor na moeda russa é de 21,7 bilhões de rublos, o que equivale a aproximadamente 50 bilhões de ienes. De acordo com a mídia local, para a empresa Google, esse valor representa 10% do seu faturamento na Rússia.

Segundo a alegação, informações que fazem desacreditar o exército russo foram divulgadas na plataforma YouTube, incluindo uma postagem sugerindo que menores participassem das ações coletivas não autorizadas, como as manifestações.  

Não foi a primeira vez que isso aconteceu. No final do ano passado a empresa Google foi multada em cerca de 7,2 bilhões de rublos. A subsidiária local teria entrado com proteção do pedido de falência em 16 de junho no tribunal em Moscou.

A gigantesca Google foi uma das empresas que limitou seus serviços na Rússia para denunciar a invasão na Ucrânia. 

Fontes: Asahi e JNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência