Duas mulheres morrem em diferentes ataques de tubarão no Egito

Ambos os ataques aconteceram dentro de uma distância de 600 metros um do outro ao sul da cidade de Hurghada.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O ataques de tubarão ocorreram no Mar Vermelho do Egito, ao sul da cidade de Hurghada (banco de imagens)

Duas mulheres morreram em ataques de tubarão no Mar Vermelho do Egito, ao sul da cidade de Hurghada, disse no domingo (3) o Ministério do Meio Ambiente egípcio.

Publicidade

Fontes disseram à agência de notícias Reuters que o corpo de uma turista romena que aparentava ter na faixa dos 40 anos foi descoberto horas após um ataque que deixou uma austríaca de 68 anos morta.

Ambos os ataques aconteceram dentro de uma distância de 600 metros um do outro, ao largo da costa de Sahl Hasheesh, de acordo com duas fontes.

O ministério disse em sua declaração que um comitê havia sido formado para examinar as circunstâncias dos ataques e quaisquer razões científicas por trás deles.

A primeira vítima foi transferida para um hospital particular local, disse uma fonte do Diretório de Assuntos de Saúde do Mar Vermelho à Reuters. Ele acrescentou que houve tentativas de ressuscitá-la, mas ela morreu depois em decorrência dos ferimentos.

Uma fonte de segurança acrescentou que a mulher austríaca morava no Egito há 5 anos com seu marido egípcio.

Fonte: Channel News Asia

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

KDDI: ligações voltaram gradativamente na tarde de segunda-feira

Publicado em 4 de julho de 2022, em Sociedade

Além dos mais de 39 milhões de usuários, a queda da comunicação afetou cerca de 260 mil empresas. Leia sobre a compensação e procedimento com seu dispositivo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Logo da au como placa de uma loja (Wikimedia)

A maior queda de comunicação da história do Japão aconteceu com a KDDI, desde a 1h35 de sábado (2) até a tarde de segunda-feira (4). Embora a central de comutação tenha sido trocada e ajustada, o retorno aos serviços foi gradativo e até as 15h de segunda-feira quase todos os usuários puderam voltar a receber ou fazer chamadas. 

Publicidade

Além dos 39,15 milhões de usuários, são pelo menos 260 empresas da iniciativa privada e pública afetadas, como as que usam serviços de meteorologia, setor de transportes de trens e entregas, ATM, e carros conectados.

Recomendação de reiniciar o smartphone

A KDDI recomendou aos usuários da au, UQ Mobile, povo e outras, desligar e reiniciar o dispositivo uma vez para verificar se o serviço de chamadas voltou a funcionar.

Compensação em caso de falha

No contrato de adesão ao serviço das operadoras há uma cláusula nos termos e condições que diz sobre uma compensação. No caso da KDDI, se prevê “Indeniza os danos quando o serviço de comunicação estiver completamente indisponível por 24 horas ou mais”, em tradução livre.

No entanto, a KDDI não usou o termo “serviço de comunicação indisponível” e sim “dificuldade em usar o serviço”, por isso, não ficou claro se está sujeita a isso. Além disso, grande parte dos usuários da au, portadores do iPhone, puderam usar a internet desde sábado. O que ficou suspenso foi o serviço de chamadas.

Uma regra semelhante é estabelecida por outras operadoras, como a NTT DoCoMo. Em outubro de 2021 houve uma queda nos serviços por quase 30 horas no total, mas o “estado de não poder usar” durou pouco mais de 2 horas, alegou. Por isso, nenhuma compensação foi dada aos clientes. 

Fontes: KDDI, ANN, Asahi, IT Media, JNN e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência