Brasileiro da província de Gifu é preso, teria molestado uma criança

Uma pessoa da família do menino ligou para fazer a denúncia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Relógio de Hitler é vendido em leilão controverso por US$1,1 milhão

Publicado em 4 de agosto de 2022, em Notícias do Mundo

O leilão do relógio de Hitler foi condenado por líderes judeus. A casa de leilões, entretanto, disse que a venda era destinada a preservar a história.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O relógio da marca Huber, dos anos 1930, destaca gravuras de uma suástica e as iniciais AH (Alexnader Historical Auctions)

Um relógio, o qual acredita-se ter pertencido ao líder nazista Adolf Hitler, foi vendido por US$1,1 milhão a um arrematante anônimo em um leilão nos EUA.

Publicidade

O relógio da marca Huber, dos anos 1930, destaca gravuras de uma suástica e as iniciais AH.

Leiloado nos EUA pela Alexander Historical Auctions, o relógio foi descrito no site da casa de leilões como “relíquia da 2ª Guerra Mundial de proporções históricas”.

O relógio de pulso reversível de ouro da Andreas Huber provavelmente foi dado a Hitler em 20 de abril de 1933 em seu aniversário de 44 anos, quando ele foi nomeado junto com o ex-chanceler Paul von Hindenburg um cidadão honorário da Baviera.

De acordo com a casa de leilões, o relógio foi levado como souvenir quando cerca de 30 soldados franceses invadiram Berghof, o retiro de montanha de Hitler, em maio de 1945.

Subsequentemente, acredita-se que o relógio tenha sido revendido e passado por várias gerações.

Durante o regime de Hitler na Alemanha nazista entre 1933 e 1945, um número estimado de 11 milhões de pessoas foram mortas, 6 milhões das quais assassinadas porque eram judias.

O leilão do relógio de Hitler foi condenado por líderes judeus, os quais queriam que a venda fosse cancelada.

Em uma carta aberta assinada por 34 líderes judeus, a venda foi descrita como “abominável”.

A casa de leilões, entretanto, disse que a venda era destinada a preservar a história.

Fonte: The Independent

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência