Dois pilotos da Air France são suspensos após briga na cabine em pleno voo

O jornal La Tribune da Suíça divulgou que o piloto e o copiloto tiveram uma briga logo após a decolagem e pegaram um no colarinho do outro.

Uma aeoronave da Air France (ilustrativa/banco de imagens)

Dois pilotos da Air France foram suspensos após brigarem fisicamente na cabine de um voo entre Genebra e Paris em junho, disse um funcionário da companhia aérea no domingo (28).

Publicidade

O voo continuou e aterrissou de forma segura, e a briga não afetou o restante da viagem, disse o funcionário, enfatizando o comprometimento da aérea com a segurança.

O jornal La Tribune da Suíça divulgou que o piloto e o copiloto tiveram uma briga logo após a decolagem e pegaram um no colarinho do outro após um deles, aparentemente, ter começado a agressão.

A tripulação de cabine interveio e um membro ficou no cockpit com os pilotos, segundo a reportagem.

Notícias sobre o voo emergiram após a agência de investigação aérea da França, a BEA, ter emitido um relatório em 24 de agosto dizendo que faltava disciplina para alguns pilotos da Air France em relação aos procedimentos durante incidentes de segurança.

Ela focou em um vazamento de combustível em um avião da Air France de Brazzaville na República do Congo com destino a Paris em dezembro de 2020, quando pilotos redirecionaram o voo, mas não cortaram a energia para o motor ou aterrissaram assim que possível, como exigem procedimentos em relação a vazamentos. A aeronave pousou de forma segura em Chade, mas o relatório da BEA alertou que o motor poderia ter pegado fogo.

A BEA mencionou 3 casos similares entre 2017 e 2022, e disse que alguns pilotos estavam agindo baseados em suas próprias análises da situação ao invés de protocolos de segurança.

A Air France disse que estava realizando uma revisão de segurança em resposta e prometeu seguir as recomendações da BEA.

Fonte: The Guardian

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Finalista do Miss Inglaterra se torna a primeira na história a concorrer sem maquiagem

Publicado em 29 de agosto de 2022, em Notícias do Mundo

Melisa Raouf, estudante de 20 anos do sul de Londres, avançou para as semifinais do concurso em 22 de agosto após optar por um look natural.

Melis Raouf, de 20 anos, foi para as finais (YouTube/Wion)

Uma finalista do Miss Inglaterra se tornou a primeira rainha da beleza a competir sem usar qualquer tipo de maquiagem no concurso de cerca de um século de história.

Publicidade

Melisa Raouf, estudante de 20 anos do sul de Londres, avançou para as semifinais do concurso em 22 de agosto após optar por um look natural. Agora, ela competirá nas finais em outubro.

Isso significa muito para mim, já que sinto que muitas garotas de diferentes idades usam maquiagem porque elas se sentem pressionadas a fazer isso”, disse Raouf em uma entrevista para o jornal Independent do Reino Unido.

“Se a pessoa está feliz com sua própria pele não deveríamos ser forçadas a cobrir nossa face com maquiagem. Nossos defeitos nos fazem o que somos e isso é que torna cada indivíduo único”, acrescentou ela.

De acordo com organizadores, Raouf planeja estar de cara limpa novamente na final nacional em outubro.

“Desejamos a ela muita sorte no Miss Inglaterra, é uma coisa muito corajosa a fazer quando todas estão usando maquiagem, mas ela está enviando uma mensagem importante para as mulheres jovens”, disse a diretora do concurso Angie Beasley.

Fonte: CNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros