Imunidade coletiva da covid-19 chega a 90% no Japão após onda da ômicron

O nível da chamada ‘imunidade coletiva’ reflete proteção parcial transmitida tanto por infecção natural quanto por vacinação

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Pessoas de máscara dentro de trem (ilustrativa/banco de imagens)

De acordo com um estudo publicado na terça-feira (27), o nível de imunidade da covid-19 das pessoas no Japão alcançou cerca de 90% em principais áreas populacionais após uma recente onda da variante ômicron, embora esse grau de proteção provavelmente diminua em questão de meses.

Publicidade

O nível da chamada “imunidade coletiva” reflete proteção parcial transmitida tanto por infecção natural quanto por vacinação, de acordo com a Fundação de Tóquio de Pesquisa Política, a qual estimou os níveis para 12 das províncias mais populosas do Japão.

Pessoas em Tóquio, Osaka e Okinawa alcançaram grande parte de sua imunidade através de contágio em meio aos altos números de casos nessas áreas, principalmente durante uma 7ª onda de infecções que atingiu o pico no mês passado, descobriu a pesquisa.

Cerca de 65% da população do Japão recebeu pelo menos uma dose de reforço de vacina contra covid-19, comparado a cerca de 33% nos EUA, baseado em dados do governo.

Na semana passada, o Japão começou a distribuir doses de reforço formuladas contra a cepa ômicron do vírus.

Atualmente, o Japão exige um intervalo de 5 meses para o recebimento de doses de reforço, embora isso possa ser muito longo para oferecer proteção aos idosos e grupos vulneráveis se uma projetada 8ª onda emergir no fim do ano, escreveram os pesquisadores.

Fonte: Asia One

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Montadoras introduzem recursos para controlar aceleração repentina

Publicado em 28 de setembro de 2022, em Sociedade

A ação é uma tentativa de reduzir o número de acidentes causados por motoristas que confundem o freio com o acelerador.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

Montadoras japonesas estão introduzindo novos recursos de segurança em uma tentativa de reduzir o número de acidentes causados por motoristas que confundem o freio com o acelerador.

Publicidade

A Honda equipou sua mais nova minivan que foi colocada à venda neste mês com um sistema que anula aceleração repentina.

Se um motorista pressionar repentinamente o acelerador enquanto o veículo estiver viajando a uma velocidade de até 30Km/h, um alerta é emitido.

O sistema, então, mantém por cinco segundos a mesma velocidade que o veículo estava indo antes da aceleração repentina, e não permite que ele passe de 30Km/h mesmo após isso.

A Agência Nacional de Polícia (ANP) diz que houve 308 acidentes de carro fatais no ano passado envolvendo motoristas com idade igual ou superior a 75 anos. Cerca de 11% deles ocorreram quando o acelerador foi pressionado ao invés do freio.

A Toyota começou a equipar alguns de seus veículos com recursos de segurança similares como os que têm a Mazda e a Daihatsu.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância