Média da conta de telefone celular continua elevada e sugestões para economizar

Ficar sem o smartphone é impossível, mas rever os gastos com o atual plano pode ser uma boa ideia para economizar. Veja as 3 sugestões.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa de smartphone e trocados (PM)

O telefone celular é um dispositivo indispensável para as pessoas e no Japão o número fala por si só pois são 195.655.200 unidades de contrato em uso, segundo os dados de junho de 2022 da Telecommunications Carries Association (TCA), em um país com população de 124,75 milhões de pessoas. 

Publicidade

Ou seja, há mais telefones celulares em uso do que o número de habitantes, pois uma faixa dos usuários usam o corporativo também. Além disso, só de unidades móveis de Wi-Fi da UQ são 37.756.700.

Quanto é a média de gasto com a assinatura 

De acordo com o Ministério de Assuntos Internos e Comunicações (Soumu), a qual realizou uma pesquisa entre 6 mil usuários finais de telefones celulares em março de 2021, a média paga às operadoras é de 5.824 ienes. Nesse valor não se inclui a parcela de pagamento do smartphone, iPhone ou Android, e estão incluídos:

  • Assinatura do plano 
  • Plano de internet
  • Opcionais

O que se pode perceber claramente é que essa média caiu, pois uma pesquisa realizada em setembro de 2019 mostrou um valor médio de 6.920 ienes por usuário.

Pessoa teclando no WhatsApp (Wikimedia)

As contas de telefone celular podem ser um fardo para uma família de 2 ou mais pessoas, embora as operadoras disponibilizem planos família. 

3 formas de reduzir esse custo do orçamento. Veja a seguir.

SIM barato

A maneira mais fácil de economizar dinheiro gasto com o telefone celular é migrar para uma operadora que oferece SIM barato. Essas empresas conseguem oferecer serviços de chamadas e internet de baixo custo, usando as linhas das 3 principais operadoras, a KDDI, NTT DoCoMo e Softbank.   

Como hoje em dia os usuários quase não usam os serviços de chamadas de voz, mas sim os disponíveis através das redes sociais como LINE, Messenger e WhatsApp, pode-se conseguir um plano de ¥0 para as chamadas. 

Se continua usando com a mesma frequência, há empresas oferecendo pela metade do preço de uma grande operadora.  

Vale lembrar que pode continuar usando o mesmo número e solicitar a MNP, acrônimo de ナンバーポータビリティ ou portabilidade numérica, na sua operadora. E outro detalhe importante é que se tiver o atual SIM bloqueado, precisa requisitar o seu desbloqueio.

Segue uma lista dessas empresas de SIM barato, as mais populares, com os respectivos links (basta tocar sobre o nome para abrir a página).

Mudança de plano na sua operadora

Imagem de uma fatura real mostrando o plano de assinatura (PM)

Se não quiser mudar da atual operadora, ou se não puder mudar devido ao trabalho, a recomendação é revisar o plano de assinatura. Se continua com o plano básico assinado quando fez a compra, existe a possibilidade de ter serviços que não precisa.

Pode procurar a loja onde fez a compra ou visitar uma delas para verificar o que pode ser mudado.

Rever as opções

Imagem de uma conta real mas com poucos opcionais (PM)

Em geral, as operadoras recomendam opcionais quando faz a assinatura. Ao remover as desnecessárias, o valor é pequeno, mas gera economia. 

Se você cancelar os opcionais desnecessários, mesmo que sejam apenas algumas centenas de ienes por mês, poderá economizar um bom dinheiro em alguns anos, então vale a pena a revisão.

A economia vale a pena

Concluindo, se decidir mudar de operadora optando por um SIM barato, poderá economizar 3 mil ienes ao mês (ou mais), que ao cabo de um ano resultará em 36 mil ienes. Isso significa quase ⅓ do preço de um iPhone 14 novo. 

Fontes: Financial Field e TCA 

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Russos fogem para a fronteira após anúncio de Putin sobre ‘mobilização parcial’

Publicado em 23 de setembro de 2022, em Notícias do Mundo

O presidente Vladimir Putin anunciou uma mobilização militar parcial na quarta-feira (21), a qual poderia ver 300 mil pessoas convocadas para servir na guerra da Ucrânia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Na fronteira com a Georgia, filas de quilômetros de veículos se formaram (YouTube/Radio Free Europe)

Filas se espalharam ao longo da fronteira da Rússia quando homens tentavam sair do país a fim de evitar uma convocação militar para a guerra na Ucrânia.

Publicidade

O presidente Vladimir Putin anunciou uma mobilização militar parcial na quarta-feira (21), a qual poderia ver 300 mil pessoas convocadas para servir na guerra.

O Kremlin diz que reportagens sobre homens em idade de combate fugindo são exageradas.

Mas na fronteira com a Georgia, filas de quilômetros de veículos se formaram, incluindo homens tentando fugir para escapar da guerra.

Um deles, que não quis ser identificado, disse ao site BBC que pegou o passaporte e seguiu para a fronteira, sem levar mais nada, imediatamente após o anúncio de Putin, porque ele se encaixava no grupo que poderia potencialmente ser enviado para a guerra.

“Vou quebrar meu braço, minha perna, qualquer coisa para evitar a ordem”.

A Georgia é um dos poucos países vizinhos que os russos podem entrar sem precisar de visto. A Finlândia, que compartilha uma fronteira de 1,3 mil quilômetros com a Rússia, não exige visto para viagem, e também relatou um aumento no tráfego durante a madrugada, mas disse que estava a um nível gerenciável.

Os preços de passagens aéreas para outros destinos alcançáveis via ar, como Istambul (Turquia), Belgrado (Sérvia) ou Dubai (Emirados Árabes Unidos) dispararam imediatamente após o anúncio da convocação militar, com alguns destinos se esgotando completamente.

O ministro de Assuntos Internos da Alemanha sinalizou na quinta-feira (22) que russos fugindo da ordem seriam bem-vindos ao país.

Nancy Faeser disse que desertores ameaçados por “repressão severa” receberiam proteção caso a caso, após verificações de segurança. Lituânia, Letônia, Estônia e República Tcheca surpreenderam com um tom diferente, dizendo que não ofereceriam refúgio aos russos.

A convocação espalhou protestos em grandes cidades russas, incluindo Moscou e São Petersburgo, na terça-feira (20) resultando em 1,3 mil prisões reportadas.

Também houve relatos da Rússia de que alguns desses detidos por protestar receberam documentos com ordens enquanto sob custódia em delegacias. O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, quando questionado sobre os relatos, disse que fazer isso não era contra a lei.

O presidente ucraniano Volodymr Zelensky pediu aos russos para resistir à mobilização durante seu discurso noturno na quinta-feira (22).

Referindo-se às mortes de russos na guerra, ele disse: Querem mais? Não? Então protestem. Lutem de volta. Fujam. Ou rendam-se para o cativeiro ucraniano”.

Autoridades russa insistem que a convocação será limitada àqueles que haviam completado o serviço militar.

Mas dentro da Rússia, há também especulação de que a mobilização militar poderia ser maior do que o formalmente anunciado.

O jornal independente Novaya Gazeta, que transferiu suas operações para a Europa em meio a uma repressão pós-guerra sobre a mídia, reportou que o decreto de Vladimir Putin contém um parágrafo adicional que foi classificado e mantido em segredo.

O Novaya Gazeta alega que o parágrafo secreto permite convocação de até 1 milhão de pessoas, ao invés das 300 mil reportadas, citando uma fonte não identificada do governo.

Fonte: BBC

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência