Restaurante vegano passa a oferecer carne no cardápio por falta de clientes

O restaurante na Inglaterra fechou para reforma e reabrirá no outono com um cardápio novo que incluirá carne.

O Mango Tree não é o único restaurante vegano a enfrentar dificuldades nos últimos anos devido à falta de clientes (ilustrativa/banco de imagens)

Um restaurante vegano decidiu oferecer carne em seu cardápio após ser prejudicado pela crise de custo de vida, deixando muitos clientes furiosos com a mudança.

Publicidade

O Mango Tree na cidade de Taunton, na Inglaterra, fechou suas portas na semana passada para passar por reforma incluindo uma atualização de cardápio que incluirá carne.

Ele não é o único restaurante vegano a enfrentar dificuldades nos últimos anos devido à falta de clientes, mas aqueles que apreciavam os valores à base de plantas se opuseram dizendo que “vender carne é pior do que fechar”.

Entretanto, o restaurante insistiu que eles ficaram “sem escolha” e disse, “a única outra opção era fechar permanentemente”.

“No novo restaurante serviremos uma variedade de pratos para acomodar uma diversidade de necessidades alimentícias e preferências”.

“As mudanças nos permitirão garantir os empregos de nossa equipe e nos deixarão continuar a oferecer deliciosos pratos Taunton à base de plantas que de outra forma teriam desaparecido”.

Mas a mudança não foi bem aceita por clientes veganos os quais disseram que o restaurante estava agindo de forma “antiética” e que provavelmente vai perder a clientela.

O restaurante abrirá neste outono, ainda sem data fixa.

Fonte: Mail Online

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Terremoto de magnitude 6,8 na China: 46 mortos, 50 feridos e danos gigantescos

Publicado em 6 de setembro de 2022, em Ásia

O forte sismo no sudoeste da China foi a causa de 46 mortos, além das pessoas feridas, resgatadas pelos bombeiros.

Bombeiros resgatam uma vítima (reprodução da CCTV)

O forte terremoto de magnitude 6,8 ocorrido às 12h52 na segunda-feira, com epicentro na Prefeitura Autônoma do Tibete de Garzê na província de Sichuan, causou deslizamentos, destruições parciais e integrais de edificações e vítimas.

Publicidade

Segundo informações oficiais do governo chinês, até as 10h de terça-feira (6) o número de mortos chegou a 46 e são 50 vítimas feridas

“O Presidente Xi Jinping ordenou todos os esforços de resgate para minimizar as vítimas após o terremoto de magnitude 6,8 que abalou a província de Sichuan no sudoeste da China, enfatizando que salvar vidas deve ser a principal tarefa”, escreveu o embaixador Deng Xijun no Twitter.

Os bombeiros tiveram que abrir as rodovias para o socorro, pois estavam bloqueadas pelos sedimentos por causa dos deslizamentos ocorridos pelo forte terremoto.  

Como a região está em lockdown, sob a campanha do governo chamada de Zero Covid, um vídeo no Twitter mostra que as pessoas, todas com máscara, estão impedidas de sair, mesmo após o forte terremoto. 

Fontes: JNN, Twitter e Yomiuri

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros