Lufthansa não permite usar AirTag na bagagem despachada

Se algum dia for voar com essa companhia alemã, saiba que não pode colocar o AirTag dentro da mala despachada. E outras companhias?

AirTag (reprodução HP)

O prático dispositivo AirTag da Apple, fácil de usar, do tamanho de uma moeda de 500 ienes, é de grande ajuda para localizar coisas como chaves, carteira, bolsa e até o carro. Vem sendo recomendado pelos organizadores para colocá-lo na bagagem a ser despachada no avião, a fim de facilitar a localização no caso de atraso ou extravio

Publicidade

Mas, a companhia aérea Lufthansa não permite esse dispositivo ligado dentro da bagagem a ser despachada, segundo a mídia alemã Watson. No entanto, o AirTag desligado não tem utilidade.

“Embora algumas companhias aéreas ofereçam rastreamento de bagagem, é incrível sempre saber exatamente onde está sua bagagem despachada. É especialmente útil quando sua mala se atrasa ou se perde, devido à falta de comunicação das companhias aéreas”, escreveu o jornal online One Mile at a Time.

A Lufthansa argumenta que os rastreadores de bagagem se enquadram na categoria de dispositivos eletrônicos portáteis e, portanto, estão sujeitos às regulamentações de mercadorias perigosas emitidas pela Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO). Isto é especificamente por causa da função de transmissão.

A Lufthansa afirma que a função de transmissão precisa ser desligada durante o voo quando na bagagem despachada, assim como é necessário para celulares, laptops, etc.

Além da Lufthansa não há notícia de outra companhia aérea que impeça o uso desse tipo de dispositivo. 

O AirTag está sendo vendido no Japão pela Apple, ao preço de ¥4.780 por unidade ou kit de 4 por ¥15.980, ambos com imposto.

Fonte: One Mile at a Time

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Loja de conveniência de gelo está sendo construída no Japão

Publicado em 12 de outubro de 2022, em Artigos de Turismo

A loja de conveniência da Seicomart feita de gelo será construída no Hoshino Resorts Tonamu como parte de seu evento Ice Village que é realizado anualmente em Hokkaido.

A loja será uma unidade da Seicomart (Hoshino Resorts)

Como a província no extremo norte do Japão, Hokkaido tem um inverno rigoroso. E o tempo frio é duas vezes mais forte em Shimukappu, um vilarejo localizado no alto das montanhas onde as temperaturas podem cair para 30ºC negativos.

Publicidade

Devido a essas condições congelantes, Shimukappu terá uma loja de conveniência feita de gelo.

A loja será uma unidade da Seicomart, a rede sediada em Hokkaido que é amada por residentes e visitantes de fora da província.

Além de produtos regulares da Seicomart, a loja de gelo também terá um balcão chamado Ice Chef com sobremesas geladas de iogurte especiais servidas em pratos feitos de gelo.

A Seicomart feita de gelo será construída na área do Hoshino Resorts Tonamu como parte de seu evento Ice Village que é realizado anualmente. Outras estruturas no local incluirão quartos de hotel, bar, café e uma capela de casamento.

A Ice Village deste ano será aberta em 12 de dezembro e funcionará até 14 de março de 2023 e mesmo as pessoas que não estão passando a noite no resort são bem-vindas, embora tenham que pagar um valor de 545 ienes para não hóspedes.

Fonte: Newscast, Hoshino Resorts Tomamu, Sora News

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros