Mie: menina estrangeira recebeu vacina bivalente por engano

Na clínica onde foi receber a dose de reforço, o médico aplicou a bivalente acreditando que tivesse 12 anos.

Imagem ilustrativa de vacina contra o coronavírus (Flickr)

A prefeitura de Iga (Mie) informou na terça-feira (15) que no sábado (12) uma menina estrangeira recebeu por engano a vacina bivalente – contra o coronavírus convencional e contra a ômicron – em uma instituição médica da cidade.

Publicidade

Segundo a prefeitura, a menina não teve nenhum problema colateral que afetasse sua saúde. 

Ela foi levada para se vacinar pelos seus pais e recebeu a bivalente da Pfizer. No entanto, não tinha 12 anos completos, mas sim 11 anos e 10 meses.

Segundo a Divisão de Promoção de Vacinação, a instituição médica onde foi vacinada informou o caso na segunda-feira (14).

O médico que aplicou a vacina pensou que ela tivesse mais de 12 anos porque é mais alta do que a média e não conferiu sua data de nascimento na ficha de pré-triagem.

Outro problema foi a falha na comunicação no telefonema de reserva. Seus pais são estrangeiros e não são fluentes em japonês, o que dificultou confirmar a idade da filha.

Ela recebeu a primeira e a segunda doses da vacina em uma clínica pediátrica da cidade e tomaria a dose de reforço. 

A vacina bivalente da Pfizer é destinada a maiores de 12 anos, sendo que a da Moderna é para maiores de 18 anos. 

Fonte: Iga Younet

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Míssil russo cai na Polônia e mata 2 pessoas

Publicado em 16 de novembro de 2022, em Notícias do Mundo

O primeiro-ministro polonês, Mateusz Morawiecki, disse que o governo estava investigando e aumentando sua preparação militar.

O míssil de fabricação russa teria caído na região leste da Polônia (Facebook/Moje Nowosiółki)

A Polônia disse no início desta quarta-feira (16) que um míssil de fabricação russa caiu na região leste do país, matando 2 pessoas em uma explosão que marcou a primeira vez desde a invasão à Ucrânia que armas russas caíram em um país da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

Publicidade

O presidente ucraniano Vovlodymyr Zelensky denunciou o ataque como “escalada muito significante” da guerra.

O primeiro-ministro polonês, Mateusz Morawiecki, disse que o governo estava investigando e aumentando sua preparação militar.

Uma declaração do Ministério de Relações Exteriores polonês identificou o míssil como sendo de fabricação russa. Entretanto, o presidente Andrzej Duda foi mais cauteloso sobre sua origem, dizendo que autoridades não sabiam com certeza quem havia disparado o míssil ou onde ele havia sido fabricado.

Ele disse que era “mais provavelmente” um míssil russo, mas que ainda estava sendo verificado.

“Estamos agindo com calma”, disse Duda. “É uma situação difícil”.

Enquanto isso, o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, convocou uma reunião de emergência com representantes da aliança para discutir os eventos perto da fronteira ucraniana na Polônia.

Em suas declarações, a Polônia e a Otan usaram linguagem a qual sugeriu que eles não estavam tratando a explosão de míssil como um ataque russo, pelo menos por enquanto.

A declaração da Polônia não endereçou as circunstâncias do ataque, incluindo se ele poderia ter sido um erro de alvo ou se o míssil poderia ter sido desviado pelas defesas ucranianas. Uma declaração da Otan chamou-o de “incidente trágico”.

Se a Rússia especificou deliberadamente a Polônia, isso arriscaria levar a aliança de 30 nações para o conflito.

O Ministério da Defesa russo negou estar por trás de “quaisquer ataques a alvos perto da fronteira da Ucrânia com a Polônia” e disse em uma declaração que fotos de supostos danos “não têm nada a ver com armas russas”.

Míssil na Polônia pode não ter sido disparado da Rússia, diz Biden

(atualização às 13h56)

O presidente dos EUA, Joe Biden, disse que a explosão a qual matou 2 pessoas na Polônia pode não ter sido causada por um míssil disparado da Rússia.

Biden falou com repórteres após uma cúpula de emergência das nações do G7 e membros da Otan nesta quarta-feira.

“Não quero dizer isso até investigarmos completamente, mas é improvável nas linhas de trajetória que ele foi disparado da Rússia”, disse ele.

Ele acrescentou que seu país e nações da Otan investigarão completamente antes de agir.

O Ministério de Relações Exteriores da Polônia diz que o míssil é de fabricação russa.

Descobertas iniciais sugerem que míssil foi disparado pela Ucrânia

(atualização às 15h58)

A Associated Press diz que descobertas iniciais pelos EUA sugerem que o míssil que caiu na Polônia foi disparado pela Ucrânia para interceptar um míssil russo

Fonte: AP, NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros