Japão deve considerar reclassificação da covid-19

O governo japonês quer colocar a Covid no mesmo nível da influenza, permitindo que autoridades amenizem o impacto da pandemia sobre atividades socioeconômicas.

O Japão tem um sistema de classificação de 5 níveis para doenças infecciosas e a Covid está no 2 (ilustrativa/banco de imagens)

O governo japonês vai considerar a recategorização da covid-19 como doença infecciosa no mesmo nível da influenza sazonal, permitindo que autoridades amenizem o impacto da pandemia sobre atividades socioeconômicas.

Publicidade

O Japão tem um sistema de classificação de 5 níveis para doenças infecciosas, com o 1 sendo o mais grave. Atualmente, a covid-19 está na categoria 2, e a influenza na 5.

Alguns funcionários do governo dizem que a covid-19 será rebaixada para a categoria 5 até a primavera o mais brevemente. Eles citam a baixa taxa de mortes em meio à dominância da subvariante ômicron.

Entretanto, alguns membros do painel de especialistas do Ministério da Saúde sobre a pandemia dizem que seria muito cedo.

Pacientes da covid-19 precisariam arcar com certas tarifas médicas e de internação na categoria 5.

A Associação Médica do Japão está pedindo ao governo que continue arcando com o custo total independentemente de qualquer categoria.

Fonte: NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Em novo acordo, Japão importará 2 milhões de toneladas de gás natural de Omã por ano

Publicado em 28 de dezembro de 2022, em Sociedade

O Japão, que depende de GNL para cerca de 40% da geração de eletricidade, vem se engajando em esforços diplomáticos para garantir fontes de gás de vários países.

Navio transportando GNL (ilustrativa/banco de imagens)

As empresas comerciais japonesas Mitsui & Co., a Itochu Corp, e a companhia de eletricidade Jera Co., entraram em acordo na terça-feira (27) com Omã para comprar cerca de 2.35 milhões de toneladas de gás natural liquefeito (GNL) por ano do país do Oriente Médio, disse o Ministério da Indústria do Japão.

Publicidade

Contra o cenário de interrupções no fornecimento de energia devido à invasão da Rússia à Ucrânia, a exploradora de petróleo e gás Inpex Corp. também anunciou no mesmo dia que assinou um acordo de 20 anos com a Venture Global LNG para adquirir 1 milhão de toneladas de gás por ano dos EUA, um dos maiores exportadores do mundo.

“É extremamente significativo em termos de segurança de energia, visto que seremos capazes de garantir fornecimento estável de GNL tanto em quantidade como qualidade em uma base a longo prazo”, disse o ministro da Indústria Yasutoshi Nishimura em uma coletiva de imprensa.

Em meio a preocupações com a segurança, o governo do Japão, que depende de GNL para cerca de 40% da geração de eletricidade, vem se engajando em esforços diplomáticos para garantir fontes de gás de vários países.

Fonte: Mainichi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros