Japonês é encontrado morto no Paraguai com ferimento provocado por arma de fogo

A Embaixada do Japão no Paraguai diz que recebeu um relato da polícia de que o corpo do japonês na faixa dos 60 anos havia sido encontrado na terça-feira (7).

Cidade de Assunção, Paraguai (Wikimedia Commons/FF MM)

Um japonês foi encontrado morto em um terreno vazio na capital Assunção, no Paraguai.

Publicidade

Reportagens da mídia local dizem que ele tinha um ferimento em sua cabeça provocado por arma de fogo.

A polícia está investigando o caso sob suspeita de assassinato.

Funcionários da embaixada japonesa no Paraguai dizem que receberam um relato da polícia de que o corpo de um cidadão japonês na faixa dos 60 anos havia sido encontrado na terça-feira (7).

Veículos de mídia local dizem que a vítima era Hirokazu Ueki, de 61 anos.

Ueki morava em um apartamento em Assunção. Um zelador disse que ele costumava ir a um supermercado nas proximidades pela manhã para fazer compras.

Ele disse que Ueki não tinha parentes no Paraguai.

Funcionários a embaixada se negaram a comentar, visto que o caso está sob investigação.

Fonte: NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Funcionários dos hospitais nacionais fazem greve

Publicado em 10 de março de 2023, em Sociedade

Em todo o Japão, os funcionários de 137 instituições hospitalares nacionais fizeram greve pedindo aumentos de pessoal e de salários.

Enfermeiros e médicos de um hospital nacional de Miyazaki (NHK)

É raro que os funcionários das empresas públicas ou privadas do Japão façam greve, pois em geral, os sindicatos das categorias conseguem negociar com o lado patronal. 

Publicidade

Porém, não é o que aconteceu em 137 hospitais nacionais do Japão, em quase todas as 47 províncias.

É a primeira vez em 31 anos que os médicos, enfermeiros, assistentes e cuidadores fazem greve com protestos na frente dos hospitais e também para o público saber o que está acontecendo.

Os servidores do Hospital Nacional de Okinawa e Hospital Ryukyu paralisaram para pedir ao governo do país e à Organização Nacional dos Hospitais que melhorem o ambiente e as condições de trabalho. 

“Sofremos durante a epidemia (desastre) do coronavírus por muitos anos, e estamos protestando fortemente contra a Organização Nacional dos Hospitais, pois o país não nos recompensou por trabalharmos arduamente”, disse o representante sindical da categoria, de Okinawa.

Os servidores e profissionais da saúde pedem aumento das equipes, pois faltam enfermeiros e cuidadores, além de um pequeno ajuste nos salários.

Para conscientizar a população, foram para as praças ou ruas, no final da tarde, portando cartazes e um megafone para a manifestação.

Médicos e enfermeiros do Hospital Nacional de Okinawa (FNN)

Fontes: Tochi TV, Saga Shimbun, FNN e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - promoção Torcida BB!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!