Réplicas do megaterremoto de Tohoku começaram a diminuir depois de 12 anos

A região costeira de Tohoku foi destruída pelo megaterremoto em 2011 e as réplicas continuam ainda hoje, passada mais de uma década.

Tsunami devastador logo após o megaterremoto em Tohoku, em 2011 (Associação Cooperativa de Pesca de Taro-cho via Gov.)

Prestes a completar 12 anos após o Grande Terremoto no Leste do Japão, ocorrido em 11 de março de 2011, a Agência de Meteorologia do Japão (AMJ) informou que finalmente o número de réplicas na região de Tohoku está se aproximando do nível pré-terremoto.

Publicidade

Esse megaterremoto foi de magnitude 9 e depois começaram as réplicas, incluindo fortes tremores, de magnitude 7, em fevereiro e março de 2021, fora os inúmeros de magnitude 4 ou superior.

“A atividade sísmica, como um todo, tem diminuído gradualmente”, disse Kazuki Miyaoka, Diretor do Departamento de Planejamento de Informações sobre Terremotos da AMJ, em coletiva de imprensa na quarta-feira (8).

Ele recomendou cautela nas áreas costeiras da região de Tohoku, para que não baixem a guarda em relação à prevenção de um outro forte terremoto acompanhado de tsunami, mesmo que os efeitos do desastre tenham diminuído. 

Fonte: YTV

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Tesla é investigada após volante cair de carro em movimento

Publicado em 9 de março de 2023, em Notícias do Mundo

A Administração de Segurança no Tráfego em Rodovias dos EUA está liderando a investigação a qual diz afetar cerca de 120 mil carros fabricados em 2023.

Volante de um Model Y da Tesla (banco de imagens)

Reguladoras nos EUA estão investigando a Tesla após motoristas terem se queixado que os volantes em seus veículos Model Y podem se soltar enquanto são conduzidos.

Publicidade

A Administração de Segurança no Tráfego em Rodovias (NHTSA) dos EUA está liderando a investigação a qual diz afetar cerca de 120 mil carros fabricados em 2023.

Ela ocorre após 2 motoristas terem publicado imagens na mídia social de seus volantes caindo, depois dos carros terem sido entregues sem parafusos.

O motorista do modelo da Tesla disse que havia “perdido a confiança” na marca de carros elétricos que está sendo alvo de críticas por seus controles de segurança relaxados, incluindo um sistema autônomo o qual permite que alguns motoristas adormeçam no volante.

O valor da empresa vem diminuindo estavelmente como resultado de complicações de fabricação e o foco mudado do CEO Elon Musk desde sua aquisição de US$44 bilhões do Twitter.

A NTHSA publicou vários documentos em seu site na quarta-feira (8) explicando os problemas com os veículos Model Y da Tesla.

O Model Y custa mais de US$53 mil e é o carro mais vendido da Tesla.

Volantes se soltam com o carro em movimento

Em uma queixa apresentada junto ao NHTSA e compartilhada no Twitter, um proprietário disse que ele estava dirigindo com sua família na Rota 1 em Woodbridge, New Jersey, quando o volante saiu repentinamente em 29 de janeiro, 5 dias após o veículo ter sido comprado.

O proprietário escreveu que não havia carros atrás dele, e ele conseguiu ir para o acostamento. Não houve feridos.

Em 2020, o agente de viagem britânico Jason Tuatara também revelou que o volante seu veículo havia caído um mês após ele ter adquirido o veículo.

Fonte: Daily Mail

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!