Peixe híbrido, desenvolvido em laboratório, pode virar um predador no mar

Foram vistos alguns deles no mar, quando deveriam estar no criadouro. Pode ser tornar um predador ou desequilibrar o ecossistema.

Filmado pela equipe do Sui Channel (reprodução do vídeo)

Um peixe grande, de cor escura e algumas manchas claras, que não existe na natureza foi visto no mar, filmado pela equipe do Sui Channel, nas águas da Baía de Kagoshima.

Publicidade

“Nem nós notamos até que chegou perto. Quando se aproximou pensamos o quanto é grande, pois é muito maior do que os presentes naquela área”, relatou um dos câmeras mergulhador. 

“Achei parecido com a garoupa dos dentes longos (クエ), mas o padrão da pele é diferente”, comentou.

De fato, trata-se de um peixe desenvolvido em laboratório, através de uma combinação do Epinephelus bruneus, a garoupa de dentes longos, considerado o rei dos peixes pelo sabor da carne, e a garoupa-gigante (タマカイ). Essa última mede cerca de 2 metros, mas pode chegar a 2,70 metros e pesar até 400 quilos.

O peixe “artificial” foi batizado de tamakue (タマクエ), criado por uma empresa chamada Iyosui, com sede na província de Ehime, depois de anos de pesquisa e desenvolvimento. Oferece o melhor da garoupa para quem gosta desse tipo de pescado e ganhou tanta popularidade que é fornecido para diversos restaurantes do país.

Imagem da empresa que criou o peixe ‘artificial’ (Iyosui)

No entanto, esse peixe deveria estar nos criadouros da empresa, bem seguros, e não nadando no oceano. Os especialistas expressaram preocupação sobre o impacto no ecossistema.

Um especialista entrevistado analisa que “podem ter escapado da piscicultura devido a algum tufão”. 

“Temo que os peixes da Baía de Kagoshima possam ser comidos por esses híbridos, pois são grandes, ou perder na competição alimentar, causando desequilíbrio do ecossistema”, disse, se mostrando preocupado.

Assista ao vídeo que gerou a matéria.

Fontes: ANN e Sui Channel

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Mauricio de Sousa recebe homenagem CCBJ Awards Person of the Year

Publicado em 14 de abril de 2023, em Comunidade

O prêmio existe desde 2009 com o objetivo de prestar homenagem para empresários brasileiros e japoneses de destaque na relação bilateral.

O presidente da CCBJ, Celso Guiotoko, entrega troféu para o grande homenageado da noite, Mauricio de Sousa (foto à esq.) e Mauricio de Sousa com a esposa Alice, autoridades, diretoria da CCBJ e representantes das empresas Kyodai, Kowa e Alfainter (foto à dir.) –  Créditos: Jonathan Sander

A Câmara de Comércio Brasileira no Japão realizou o “CCBJ Awards Person of the Year” no dia 12 de abril. O grande homenageado foi o cartunista Mauricio de Sousa.

Publicidade

Ele veio acompanhado da esposa Alice Takeda. A homenagem a Mauricio de Sousa justamente em 2023 tem um significado especial porque a Mônica completa 60 anos neste ano. O evento foi na Embaixada do Brasil em Tóquio.

O cartunista Mauricio de Sousa lembrou que os dez filhos dele inspiraram para a criação de personagens da Turma da Mônica.

“Esse prêmio CCBJ Awards representa um motor para continuar com atividades e lançar produtos no Japão e em outros países da Ásia.

Nessa viagem foi emocionante o contato com as crianças que conhecem os personagens e detalhes da história em quadrinhos da Turma da Mônica.

Fiquei otimista porque tenho um exército no Japão que fala português, me conhece, me respeita e conhece meus personagens.

São crianças que vão ler cada vez mais, aprender dois idiomas e isso me traz mais emoções e mais esperanças nas crianças e em mim também”, finalizou.

O embaixador do Brasil no Japão, Octávio Côrtes, disse, durante o discurso, que “Mauricio de Sousa ajudou a educar e alfabetizar tantos de nós, nossos filhos e nossos netos. A Turma da Mônica ensina conceitos como amizade, respeito e tolerância”.

O presidente da CCBJ, Celso Guiotoko, ressaltou que “nos negócios também podemos dizer que essa mensagem da Turma da Mônica é importante. O sucesso tem essa base já citada como amizade e respeito”.

O cônsul-geral do Brasil em Tóquio, embaixador Guilherme Patriota, enfatizou que a história em quadrinhos da Turma da Mônica faz parte do acervo do Museu da Migração Japonesa ao Exterior, localizado em Yokohama, mostrando a importância do acervo dos gibis do Brasil.

O prêmio existe desde 2009 com o objetivo de prestar homenagem para empresários brasileiros e japoneses de destaque na relação bilateral.

Troféu

O troféu “CCBJ Awards Person of the Year” é uma réplica da obra da artista Tomie Ohtake. É semelhante à grande escultura que fica na entrada do Aeroporto Internacional de São Paulo, simbolizando a relação Brasil-Japão. A CCBJ tem autorização do Instituto Tomie Ohtake para confeccionar esse troféu.

Tomie Ohtake nasceu em Quioto e foi ao Brasil em 1936. Ela ganhou inúmeros prêmios, assim como fez muitas exposições das obras. A artista faleceu em 2015.

O evento teve a presença de mais de 60 pessoas. Cada um recebeu um guia do CCBJ Awards Person of the Year. As seguintes empresas colaboraram para o guia: Kyodai Remittance, Kowa Corporation e Alfainter.

O evento contou com o apoio da Embaixada do Brasil em Tóquio.

Crédito das fotos: Jonathan Sander 
Texto: Neide Hayama

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!