Japão quer reduzir horas extras de professores

Ministério da Educação vai enviar orientadores para reduzir horas extras de professores

Os orientadores vão oferecer dicas sobre como o volume de trabalho dos professores pode ser reduzido (imagem ilustrativa)

Em uma tentativa de reduzir as horas extras dos professores, o Ministério da Educação do Japão lançará um programa a partir do próximo mês (junho) para enviar orientadores a conselhos de educação locais.

Publicidade

Especialistas em eficiência operacional e funcionários de governos locais que vêm testando suas próprias maneiras para reduzir as horas extras dos professores serão enviados como orientadores a 20 ou 30 conselhos da educação, mediante solicitação, segundo fontes do ministério.

De acordo com o Yomiuri, os orientadores vão oferecer aos conselhos da educação dicas sobre como o volume de trabalho dos professores pode ser reduzido. As técnicas aprendidas serão compiladas em uma cartilha para ser compartilhada com conselhos educacionais em todo o país.

Os orientadores vão visitar conselhos da educação regularmente para descobrir o que pode ser feito e verificar como eles implementam ideias para reduzir as horas extras dos professores.

Para se inscrever no programa, os conselhos da educação precisam se submeter à implementação de planos sobre problemas que eles estão interessados em resolver.

Em uma pesquisa realizada pelo governo no ano fiscal passado, descobriu-se que cerca de 30% dos professores de escolas públicas do ensino primário e cerca de 60% dos professores de escola públicas do ginásio fizeram hora extra além das 80 por mês usadas pelo ministério do trabalho para julgar a aprovação de pedidos de indenização para trabalhadores que morrem em decorrência de excesso de trabalho.

Fonte: Yomiuri
Imagem: Bank Image

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Número de turistas estrangeiros no Japão atinge a marca de 2,57 milhões em abril

Publicado em 22 de maio de 2017, em Sociedade

O total foi o mais alto para um único mês e os turistas estrangeiros estão agora buscando novos propósitos em suas visitas ao Japão, além de compras. Veja mais.

Turistas no Kiyomizu-dera, em Quioto (Arquivo Portal Mie)

O número de turistas estrangeiros que visitou o Japão em abril atingiu a marca de 2,57 milhões, o total mais alto para um único mês, divulgou o Nikkei na quinta-feira (18).

Publicidade

De acordo com o Nikkei, o número para abril aumentou 23.9% em comparação ao ano anterior, devido amplamente a mais visitantes buscando turismo baseado em experiências, assim como um aumento de navios de cruzeiro que visitam o Japão.

O número de visitantes da Coreia do Sul aumentou 56.8%, totalizando 550.000, enquanto aqueles vindos de Hong Kong foi de 200.000, alta de 64.6%. O fluxo de visitantes de 13 países e regiões, incluindo Taiwan, estabeleceu altas recordes em abril.

Há alguns anos, muitos turistas estrangeiros, principalmente aqueles vindos da China, costumavam vir ao Japão para fazer compras. Agora, a tendência está mudando, com mais visitantes buscando vivenciar a cultura e estilo de vida japoneses. Por exemplo, a temporada de flores de cerejeira em abril é especialmente popular e, neste ano, muitos turistas estrangeiros foram vistos participando de festivais relacionados.

Um número crescente de visitantes do exterior está chegando ao Japão através de navios de cruzeiro e empresas aéreas do orçamento, o que ajudou a elevar os total.

De acordo com o Ministério dos Transportes haverá 5.169 voos semanais com destino ao Japão neste verão. Esse é o maior número já registrado, representando uma alta de 3.2% em comparação ao ano anterior.

Fonte: Nikkei
Imagem: Arquivo Portal Mie

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!