Shoppings e supermercados fecham mais cedo por falta de mão de obra

Falta de mão de obra força shoppings e supermercados a repensarem suas estratégias. Veja mais.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!


Redução nas horas de funcionamento, por falta de mão de obra, também se espalha no setor varejista.

Publicidade

Mais estabelecimentos comerciais no Japão estão adotando horários de fechamento mais cedo para lidar com uma profunda falta de mão de obra, preocupados que a possibilidade do trabalho noturno pode espantar potenciais novos trabalhadores.

A prática ganhou tração dentre as operadoras de restaurantes, que já enfrentam o problema da falta de funcionários, e agora o setor varejista também está sendo forçado a pensar sobre o balanço vida-trabalho.

A operadora de shopping center Lumine, em Tóquio, fechará 12 de suas localizações Lumine-and NEWoMan 30 minutos mais cedo com início em abril. Cerca de 80% das localidades da empresa e 34.000 funcionários serão afetados pela mudança, que é o primeiro ajuste em grande escala para as horas de operação da Lumine.

Estabelecimentos em shopping centers não podem estabelecer suas próprias horas. Mas, tais locatários começaram recentemente a colocar mais pressão nas operadoras das instalações para reduzir horas, observando que as operações durante a noite, em particular, sobrecarregam os funcionários e tornam a tarefa de atrair novos trabalhadores ainda mais difícil.

Tendência crescente

Reduções similares em relação aos horários de fechamentos dos estabelecimentos também estão sendo vistas em pequenas cidades. A unidade da H2O Retailing, a Hankyu Department Stores, fechará alguns andares em seu estabelecimento em Hankyu, na estação de Hakata (Fukuoka) 1 hora mais cedo, excluindo os sábados e domingos, com início em abril. Na cidade de Moriguchi, em Osaka, a rede de lojas de departamento da Keihan Holdings começará a fechar certos departamentos às 19h, 1 hora mais cedo que antes.

A Inageya, uma rede de supermercado com sede em Tóquio e na região ao redor, reduziu as horas de funcionamento em 37 locais, ou mais de 25% do total, em janeiro e fevereiro. Os ajustes incluíram fechamentos 30 minutos mais cedo ou aberturas 30 minutos mais tarde. Redução nas horas de operação em horários que não dão lucros também é visada para aumentar a eficiência e abrandar a escassez de trabalhadores.

A grande rede varejista Aeon está trabalhando para estabelecer horários em várias lojas de mercadoria em geral e localizações de shopping centers com base em quando seus clientes tendem a fazer compras. Em fevereiro, a empresa decidiu encerrar o expediente 1 hora mais cedo, às 21h, em 3 de suas 4 instalações na cidade de Chiba.

A disponibilidade de trabalho no Japão sitou-se a 1.43 em janeiro, ou seja, 143 vagas estavam disponíveis para cada 100 candidatos em busca de emprego. Os setores de restaurante e varejista tiveram problemas para atrair trabalhadores. Mudanças nos padrões de consumo, incluindo o aumento nas compras online e serviço de entrega de comida, também estimularam os cortes nas horas de funcionamento dos estabelecimentos.

Fonte: Nikkei
Imagem: Bank Image

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

O incrível Museu dos Dinossauros

Publicado em 13 de março de 2017, em Turismo em Fukui

Esse museu de dinossauros é reconhecido como o maior do tipo no Japão e um dos principais no mundo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Essa é uma dica de passeio para todos os públicos, principalmente para famílias com crianças

O Museu de Dinossauros da província de Fukui é reconhecido como um dos principais do mundo e o maior do tipo no Japão, sendo um ativo centro de pesquisa sobre dinossauros com uma equipe de especialistas japoneses e estrangeiros em residência.

Publicidade

Essa é uma dica de passeio para todos os públicos, principalmente para famílias com crianças!

A área externa do museu:

Um dinossauro bem legal te dá as boas vindas!

Em janeiro a neve tinha tomado conta do local:

Mesmo com a neve a área externa fica incrível!

As máquinas para compra dos ingressos:

Compra de ingressos rápida e fácil

As exibições são formadas pelo Mundo dos Dinossauros (Dinosaur World), Earth Sciences (Ciências da Terra) e História da Vida (History of Life).

Após passar pela entrada principal, você estará no salão de entrada no 3º piso, onde uma escada de 35 metros de extensão leva os visitantes ao subsolo a partir desse andar.

Logo em seguida há uma passagem chamada Rua Dino (Dino Street), onde há vários fósseis em exibição em ambos os lados das paredes:

Dino Street

Trinta e cinco esqueletos de dinossauros estão em exibição no salão Dinosaur World, um espaço oval sem pilares.

Aqui começa a aventura

E vários esperam por você!

A área chama muito a atenção, onde um Tiranossauro-rex recebe os visitantes com seus ruídos e movimentos precisos:

Tiranossauro-rex emite ruídos e se movimenta!

Aqui também está localizada a zona Biologia dos Dinossauros (Dinosaur Biology) e o Cinema Dino (Dino Theater) com telas mostrando florestas durante a era dos dinossauros do Japão e da Ásia.

Aqui você pode parar e saber mais sobre a história dos dinossauros

Todas as exibições dão uma ideia de como esses animais viviam na Ásia antiga.

Tudo chama atenção!

A sensação é que os dinossauros são de verdade. Além da temperatura de uma floresta, os animais se movimentam de forma sincronizada e emitem ruídos.

Esses pequenos movimentam suas cabeças e patas

O ruído e movimento desse dinossauro é incrível

Há uma loja de lembrancinhas e restaurante temático, além de biblioteca:

Loja de souvenirs

Restaurante café

A estrutura do local é moderna e atraente:

Várias escadas no local moderno

A placa indicando a saída

Pesquisadores estrangeiros que visitaram o museu

Tire fotos, mas não use flash

É permitido tirar fotos, mas sem uso do flash. O uso de tripé ou equipamento similar é proibido. Em algumas áreas do museu há um funcionário alertando os visitantes.

Confira mais fotos na galeria e informações logo abaixo: 

Clique na imagem para expandir

Fukui Prefectural Dinosaur Museum (福井県立恐竜博物館, Fukui Kenritsu Kyoryu Hakubutsukan)

  • Horário: das 9h às 17h (entrada permitida até as 16h30)
  • Fecha na 2ª e 4ª quarta-feira do mês e de 29 de janeiro a 2 de dezembro
  • Preço do ingresso: toque aqui para ver os valores
  • Amplo estacionamento gratuito
  • Acesso de trem: na estação de Fukui da JR, pegue a Linha Echizen Railway Eiheji Katsuyama com destino a Katsuyama (cerca de 1 hora). Desça na estação de Katsuyama. Você pode pegar um táxi na estação cuja viagem leva em torno de 10 minutos até o museu.
    Há também um ônibus comunitário que opera da estação de Katsuyama até o museu.
  • Site para informações: dinosaur.pref.fukui.jp (em japonês e inglês)

Veja a localização do Museu dos Dinossauros no mapa abaixo ou toque aqui para abri-lo:

Imagens: Portal Mie

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência