Mais um iraniano é preso em flagrante com drogas

A polícia anunciou a prisão de mais um iraniano, desta vez em Nagoia, por venda de drogas. Além dessa prisão, usuários de droga têm sido levados pelos policiais.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Drogas, dinheiro e objetos pessoais apreendidos em decorrência da prisão do iraniano (Polícia via CBC TV)

Em 17 deste mês a polícia anunciou a prisão de um iraniano que vendia droga nas proximidades da estação de Komaki (Aichi). Desta vez, o anúncio foi de um outro, preso pela Polícia de Nakagawa, da cidade de Nagoia.

Publicidade

O iraniano foi identificado como Ashkal Ezhaji, 45 anos, residente em Ama (Aichi) e sem emprego formal.

A prisão foi pelo flagrante com 5,5 gramas de estimulante em um estacionamento no bairro de Moriyama, em Nagoia. Essa quantidade de droga é avaliada em 350 mil ienes, como preço final ao consumidor. A ocorrência foi em julho deste ano.

Usuários de drogas na mira da polícia

Depois, a Polícia de Nakagawa apreendeu outros tipos de drogas, 2 telefones celulares e seus pertences pessoais relacionados à venda.

“Eu tinha a mercadoria com a finalidade de venda”, teria dito o iraniano, segundo a polícia.

A Polícia da Província de Aichi tem efetuado prisões de pessoas flagradas com drogas e também de quem vende, como ocorreu em Komaki. No período de menos de uma semana, de 16 a 20, deste mês, foram levadas 12 pessoas para as delegacias, principalmente de Nagoia.

Fontes e foto: CBC TV e divulgação

Salvar

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Salada de batatas causa intoxicação alimentar em 6 pessoas de Saitama

Publicado em 22 de agosto de 2017, em Sociedade

A intoxicação alimentar causada pela E. coli ou O157, na salada de batatas, atingiu 6 pessoas e uma criança está inconsciente, em Saitama.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Salada de batatas vendida na delicatessen Delicious, em Kumagaya, estava contaminada (foto ilustrativa: Flickr)

Uma delicatessen chamada Delicious, instalada dentro de um supermercado em Kumagaya (Saitama), teve seu alvará suspenso por 3 dias, a partir de segunda-feira (21). O motivo é que clientes que comeram salada de batatas vendida no estabelecimento provocou vômitos e diarreias. Oito pessoas reclamaram dos sintomas e, depois do exame de fezes, foi encontrada E. coli ou O157 em 6 delas.

Publicidade

Das 6 pessoas, uma menina de 5 anos está internada, inconsciente, com síndrome hemolítico-urêmica (SHU). Também, um menino de 4 anos e uma mulher de 60 estão internados em estado grave. Ainda não se sabe quando terão alta.

Salada de batatas contaminada

A salada de batatas, com presunto ou com maçã, é produzida dentro da cozinha da delicatessen. Clientes que adquiriram “salada de batatas cheia de presunto “no dia 7 deste mês, e outros que compraram a versão “cheia de maçã” no dia seguinte, são os que apresentaram sintomas.

O caso veio à tona porque uma pessoa de Saitama que teria comido a salada passou mal e foi internada em um hospital de Gunma, em 14 deste mês. No exame foi encontrada a E. coli ou O157 e o setor da saúde de Gunma avisou o de Saitama.

Fontes: ANN e Sankei News
Foto ilustrativa: Flickr

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância