Província de Shiga é a número 1 em trabalho voluntário, revela pesquisa

A nível nacional, Shiga é a nº1 em termos de entrevistados que disseram ter participado de atividades voluntárias no último ano, mostra pesquisa do governo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Biwako Hall Center (Wikimedia/663highland)

Se você é o tipo de pessoa que prioriza o trabalho voluntário, gosta de praticar badminton e tem interesses em estudar, a província de Shiga pode ser seu lar ideal na região de Kansai.

Publicidade

Por outro lado, se a educação e aprendizado de novas habilidades são suas principais prioridades, se você não está preocupado com atividades voluntárias e gosta de praticar alguns esportes, você deve considerar se mudar para a vizinha Quioto.

E se você não se importa com atividades de voluntariado, mas gosta de aprender, principalmente língua estrangeiras além do inglês, você deve considerar a província de Osaka.

Essas são somente algumas das conclusões que podem ser tiradas dos resultados da mais recente pesquisa realizada pelo Ministério de Assuntos Internos e Comunicações sobre como as pessoas nas 47 províncias no Japão usam seu tempo de lazer. Os resultados para o ano fiscal de 2016, que obteve respostas de 200.000 pessoas em cerca de 88.000 residências a nível nacional, foram divulgados no mês passado.

Para as províncias da região de Kansai, que competem uma com a outra para negócios e receita fiscal, a pesquisa é uma referência que destaca os locais mais atrativos na região para viver.

Shiga foi a número 1 em todo o país em termos de entrevistados (33.9%) que disseram ter participado de atividades voluntárias no último ano, mas somente Fukui (32.2%) e Nara (26.8%) tiveram pontuação acima da média nacional de 26 nessa categoria, que também foi a média de Hyogo.

Osaka (20.6%) foi a última entre as 47 províncias em termos de atividades de voluntariado.

Por que os residentes de Shiga têm tanta vontade de fazer trabalho voluntário? Uma residente sugeriu que o Biwako, o maior lago no Japão, pode ter algo a ver com isso.

“A presença do Lago Biwa e o sentimento entre os residentes de que eles precisam trabalhar para protegê-lo é provavelmente a maior razão pela qual o espírito de voluntariado é forte na província de Shiga”, disse Ayako Fujii, que mora há anos em Shiga e informou o Ministério do Meio Ambiente e esteve envolvida com muitas organizações locais não governamentais ao longo das últimas 4 décadas. “Há também laços entre os voluntários de Shiga e movimentos ambientais internacionais”.

Osaka, por outro lado, entrou na lista das 10 na categoria de aprendizado e treinamento, na 9ª posição, com 37.7% dos entrevistados da província dizendo que passaram por algum tipo de estudo ou treinamento durante o último ano.

Tóquio (46.2%) foi a número 1 nessa categoria a nível nacional, seguida por Kanagawa (43.9%) e Chiba (41.1%). Mas Quioto (41.1%) ficou em 4º e Shiga (39.9%) em 5º. Hyogo (38.9%) e Nara (38.7%) também ficaram na lista das 10, que ficaram acima da média nacional de 36.9%.

Shiga também foi a principal província de Kansai e ficou empatada com Chiba a nível nacional na categoria de participação em esportes, com 71.6% dos entrevistados dizendo que se envolveram em algum tipo de atividade esportiva.

Quioto (70.1%), Hyogo e Nara (69.5%) também ficaram na lista de 10 nessa categoria, embora Osaka tenha terminado em 22º lugar com somente 66.9% dos residentes dizendo que se envolveram com atividades de esportes durante o ano passado.

Dentre os vários diferentes esportes, Shiga teve o maior número de residentes que disseram ter praticado badminton (8.6% contra a média nacional de 6.7% ).

Quando se fala em aprendizado de línguas estrangeiras, no entanto, Tóquio foi a número 1 a nível nacional em duas categorias.

Mas Quioto foi a província número 1 em Kansai e a 4ª a nível nacional em termos de entrevistados (14.2%) que disseram ter estudado inglês no ano passado. Em relação a estudar outros idiomas, Quioto foi a 3ª a nível nacional (5.3%) e Osaka foi a 4ª (4.1%).

A pesquisa, conduzida a cada 5 anos desde 1976, é realizada com residentes japoneses e estrangeiros acima de 10 anos de idade. Ela é usada por políticos e burocratas em Tóquio e outros governos como uma base para decisões políticas sobre balanço de trabalho e vida, envelhecimento populacional, declínio de natalidade e igualdade de gênero.

Fonte: Japan Times
Imagem: Wikimedia

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Organização quer regulamentos mais rigorosos contra pessoas que fumam em varandas

Publicado em 31 de agosto de 2017, em Comportamento

A organização busca proteger as pessoas dos perigos e desconforto do fumo passivo dentro e fora de suas casas. Saiba mais.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A organização busca proteger as pessoas dos perigos e desconforto do fumo passivo dentro e fora de suas casas (imagem ilustrativa)

O Japão é geralmente mencionado como um paraíso para os fumantes em razão de suas restrições soltas sobre a venda e uso de produtos do tabaco, particularmente em comparação a muitas nações no ocidente. Autoridades estão começando a mudar as coisas lentamente, no entanto, visto que menos pessoas das gerações mais jovens estão pegando o hábito, o que em troca está levando a discussões sobre colocar novos limites de quando e onde os fumantes podem acender seus cigarros.

Publicidade

No final da primavera deste ano, a Sociedade de Vítimas do Fumo Passivo da Vizinhança foi formada. Com sede em Yokohama (Kanagawa), a organização busca proteger as pessoas dos perigos e desconforto do fumo passivo dentro e fora de suas casas, e recentemente visou a população chamada de fumantes “vagalume” no Japão. Os fumantes vagalume recebem esse nome em razão do costume de ir para fora de seus apartamentos ou varandas de condomínios para fumar, onde as pontas de seus cigarros lembram os insetos luminescentes.

A questão, no entanto, é que a menos que os fumantes vagalume morem no último andar de seus prédios, a fumaça que produzem sobe naturalmente em direção aos vizinhos que moram bem acima deles. Se tais vizinhos por acaso estiverem em suas varandas ou estiverem com suas janelas abertas, eles acabam sendo vítimas do fumo passivo. Mesmo se eles estiverem dentro de suas residências com as janelas bem fechadas, normalmente, as varandas no Japão são usadas como locais para estender e secar as roupas, o que significa que elas roupas podem acabar absorvendo o cheiro da fumaça por causa dos vizinhos que fumam logo abaixo.

No passado isso era amplamente uma situação para qual o único recurso era encolher os ombros e dizer “não há nada que possa ser feito”. Com as taxas de fumo caindo e uma maior conscientização sobre os riscos associados à saúde com o fumo passivo, no entanto, as pessoas que estão insatisfeitas com os fumantes vagalume que moram abaixo delas passam a ter mais voz.

A questão é complicada pelos fatos igualmente verdadeiros que os fumantes vagalume estão fumando em suas próprias casas e que a fumaça que expelem está invadindo a propriedade de outros. À luz disso, a sociedade de vítimas do fumo passivo reconhece que tornar o fumo vagalume completamente ilegal seria uma mudança difícil de por em prática. Contudo, ela está buscando exigências nacionais ou locais que, no caso de uma reclamação sobre um fumante vagalume, os locatários e gerentes dos prédios sejam obrigados a tomar alguma ação para sanar a situação.

Tais mudança legais ainda precisam ser obtidas, mas com o Ministério da Saúde refletindo normas mais rígidas em relação ao fumo com a proximidade das olimpíadas de 2020, os fumantes vagalume do Japão podem brevemente se encontrar sem liberdade para fumar em suas varandas a hora que quiserem, cita a reportagem do Rocket News.

Fonte: Rocket News
Imagem: Bank Image

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância