Organização quer regulamentos mais rigorosos contra pessoas que fumam em varandas

A organização busca proteger as pessoas dos perigos e desconforto do fumo passivo dentro e fora de suas casas. Saiba mais.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A organização busca proteger as pessoas dos perigos e desconforto do fumo passivo dentro e fora de suas casas (imagem ilustrativa)

O Japão é geralmente mencionado como um paraíso para os fumantes em razão de suas restrições soltas sobre a venda e uso de produtos do tabaco, particularmente em comparação a muitas nações no ocidente. Autoridades estão começando a mudar as coisas lentamente, no entanto, visto que menos pessoas das gerações mais jovens estão pegando o hábito, o que em troca está levando a discussões sobre colocar novos limites de quando e onde os fumantes podem acender seus cigarros.

Publicidade

No final da primavera deste ano, a Sociedade de Vítimas do Fumo Passivo da Vizinhança foi formada. Com sede em Yokohama (Kanagawa), a organização busca proteger as pessoas dos perigos e desconforto do fumo passivo dentro e fora de suas casas, e recentemente visou a população chamada de fumantes “vagalume” no Japão. Os fumantes vagalume recebem esse nome em razão do costume de ir para fora de seus apartamentos ou varandas de condomínios para fumar, onde as pontas de seus cigarros lembram os insetos luminescentes.

A questão, no entanto, é que a menos que os fumantes vagalume morem no último andar de seus prédios, a fumaça que produzem sobe naturalmente em direção aos vizinhos que moram bem acima deles. Se tais vizinhos por acaso estiverem em suas varandas ou estiverem com suas janelas abertas, eles acabam sendo vítimas do fumo passivo. Mesmo se eles estiverem dentro de suas residências com as janelas bem fechadas, normalmente, as varandas no Japão são usadas como locais para estender e secar as roupas, o que significa que elas roupas podem acabar absorvendo o cheiro da fumaça por causa dos vizinhos que fumam logo abaixo.

No passado isso era amplamente uma situação para qual o único recurso era encolher os ombros e dizer “não há nada que possa ser feito”. Com as taxas de fumo caindo e uma maior conscientização sobre os riscos associados à saúde com o fumo passivo, no entanto, as pessoas que estão insatisfeitas com os fumantes vagalume que moram abaixo delas passam a ter mais voz.

A questão é complicada pelos fatos igualmente verdadeiros que os fumantes vagalume estão fumando em suas próprias casas e que a fumaça que expelem está invadindo a propriedade de outros. À luz disso, a sociedade de vítimas do fumo passivo reconhece que tornar o fumo vagalume completamente ilegal seria uma mudança difícil de por em prática. Contudo, ela está buscando exigências nacionais ou locais que, no caso de uma reclamação sobre um fumante vagalume, os locatários e gerentes dos prédios sejam obrigados a tomar alguma ação para sanar a situação.

Tais mudança legais ainda precisam ser obtidas, mas com o Ministério da Saúde refletindo normas mais rígidas em relação ao fumo com a proximidade das olimpíadas de 2020, os fumantes vagalume do Japão podem brevemente se encontrar sem liberdade para fumar em suas varandas a hora que quiserem, cita a reportagem do Rocket News.

Fonte: Rocket News
Imagem: Bank Image

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Por que a Apple marcou para 12 de setembro o lançamento do iPhone 8

Publicado em 31 de agosto de 2017, em Tome Nota

A expectativa pelo novo modelo do iPhone é grande no ano em que se comemora o décimo aniversário da estreia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Expectativa do que a Apple irá revelar no evento de 12 de setembro (Pixabay)

A escolha da data 12 de setembro para o evento da mega empresa da Maçã não deve ter sido por acaso. A revelação de que o evento será nessa data foi feita pelo The Wall Street Journal, o que dá credibilidade.

Publicidade

O evento anual é esperado ansiosamente pelos entusiastas da tecnologia Apple. Em geral, são anunciados os novos modelos e os upgrades – MacOS High Sierra e iOS 11. Aliás, esses deverão ser liberados antes do grande evento.

Presume-se que seja apresentado o iPhone 8 (ou X). Isso ainda é uma surpresa. Mas, é de se esperar que uma semana após a apresentação ao mundo, o novo iPhone possa ser adquirido. Os preços ainda são um mistério. Há especulações de que serão mais caros, mas ainda não passam de rumores.

Tim Cooks no evento de 7 de setembro de 2016, quando apresentou o iPhone 7 (Keynote)

Por que 12 de setembro

Às 9h41 de 9 de janeiro de 2007 o mundo conheceu o iPhone. Ele foi apresentado pelo Steve Jobs, em São Francisco, Estados Unidos. Jobs revolucionou o smartphone, deixando para trás o “apenas um telefone celular”.

Desde então, a cada ano a expectativa em torno do iPhone é sempre grande. Inovações sequenciais e inimagináveis são introduzidas a cada novo modelo. Inspirados no seu criador, os talentosos da Apple não param de aguçar o consumidor.

A data 12 de setembro pode não ser um mero acaso. Tim Cook apresentou o iPhone 5 exatamente nesse dia. E em 21 do mesmo mês, os consumidores já puderam adquirir o novo e esperado modelo.

A partir desse, todos os lançamentos foram realizados em setembro, como no caso do iPhone 7, em 7 de setembro.

Segundo o The Wall Street Journal pode ser que sejam apresentados 3 modelos: iPhone 7S, iPhone 7S Plus e iPhone 8, em comemoração aos 10 anos de história. 

Os fãs da Maçã também esperam pelo novo Apple Watch e versão 4K da Apple TV 4.

Para sempre na história: Steve Jobs transformou o smartphone com o lançamento do iPhone em 2007 (Keynote)

Fontes: Mac4ever, Mashable e The Wall Street Journal
Fotos: Pixabay e Keynote

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância