As cidades mais seguras do mundo

Segundo o Safe Cities Index 2017, a cidade mais segura do mundo para viver é Tóquio, seguida por Singapura e Osaka. Confira a lista.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Tóquio foi eleita a cidade mais segura do mundo para viver no Safe Cities Index 2017

De acordo com o Safe Cities Index 2017 (Índice de Cidades Seguras 2017), um relatório produzido pela unidade da Economist Intelligence, a cidade mais segura do mundo neste ano é Tóquio, seguida por Singapura e Osaka.

Publicidade

O relatório analisou 60 grandes cidades em todo o globo, utilizando quatro critérios fundamentais para determinar quais são as mais seguras e poucas seguras: segurança digital, segurança de saúde, segurança de infraestrutura e segurança pessoal.

Tóquio, que também ficou em primeiro lugar no ano de 2015, recebeu uma pontuação total de 89.8, ficando em primeiro para segurança digital, em segundo para segurança da saúde e quarto para segurança pessoal. A cidade foi classificada em 12º lugar para segurança de infraestrutura.

Singapura recebeu uma pontuação de 89.64 e Osaka 88.87. Toronto, Melbourne, Amsterdã, Sydney, Estocolmo, Hong Kong e Zurique ficaram entre as dez mais seguras.

No lado oposto, Karachi, no Paquistão, foi considerada a cidade menos segura, com uma pontuação total de 38.77.

Karachi ficou em último para segurança na saúde e segurança pessoal e teve a maior frequência e gravidade de ataques terroristas. Yangon, em Myanmar, ficou em segundo nas cidades menos seguras, com uma pontuação de 46.47. Dhaka, Jakarta, Ho Chi Minh City, Manila, Caracas, Quito, Teerã, Cairo e Joanesburgo ficaram na parte inferior da lista.

Fonte: The Economist

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Tufões podem ficar 20% maiores por causa do aquecimento global

Publicado em 17 de outubro de 2017, em Tempo

O aquecimento global pode levar à formação de tufões mais fortes que são 20% maiores que os atuais, mostra estudo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O aquecimento global pode levar à formação de tufões mais fortes que são 20% maiores que os atuais (na imagem ilustrativa, o tufão Talas em sua jornada pelo Japão em 2 de setembro de 2011/Wikimedia – NASA)

Até o final do século, o aquecimento global pode levar à formação de tufões mais fortes que são 20% maiores que os atuais, de acordo com pesquisadores que usam o supercomputador “K”.

Publicidade

A previsão foi feita por pesquisadores com a Agência Japonesa para Ciência e Tecnologia Marinha e Terrestre (JMASTEC, na sigla em inglês), a Universidade de Tóquio e o Instituto de Pesquisa da Agência Meteorológica do Japão.

Simulações de computador sobre o impacto do aquecimento global indicaram que tufões intensos contarão por uma porção maior de todos os tufões, que vão reduzir em número.

(imagem: Asahi)

No entanto, a mudança antecipada na estrutura de tufões continuou amplamente desconhecida devido à complexidade dos cálculos exigidos, disseram os pesquisadores.

Usando uma simulação numérica conduzida no supercomputador K, Yohei Yamada, pesquisador da JAMSTEC, e seus colegas modelaram a Terra com uma esfera coberta com uma trama de triângulos equiláteros de 14Km por lado.

Eles compararam os tufões de 1979 a 2008 com aqueles que poderão se formar de 2074 a 2104, quando o aquecimento global terá aumentado as temperaturas da superfície do mar a uma média de 1,3 graus.

A simulação mostrou que fortes tufões com até 945 hectopascais em termos de pressão mínima de ar no olho, terão áreas de vento cerca de 23% maiores com velocidades de 43.2Km/h ou mais.

O aquecimento global aumenta o limite de altitude onde nuvens do tipo cumulonimbus podem se desenvolver. Isso ampliará o corpo das nuvens de tufão e aumentará o volume de ar que se expande devido ao aquecimento gerado quando aquelas nuvens são formadas.

Isso reduzirá a pressão do ar e ampliará as áreas de fortes ventos relativas, disseram os cientistas.

Os resultados dessa pesquisa foram publicados no dia 14 de setembro no Journal of Climate dos Estados Unidos.

Fonte: Asahi
Imagem: Asahi, Wikimedia

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância