Navio de cruzeiro no estilo ryokan fará sua viagem de estreia no Mar Interior de Seto

Com quartos espaçosos, academia e salão de beleza, a hospedaria típica japonesa flutuante fará sua viagem de estreia no Mar Interior de Seto.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O Guntu, a flutuante hospedaria típica japonesa fará sua viagem de estreia em 17 de outubro (Asahi)

O Guntu (ガンツウ), um navio de passageiros de 3,200 toneladas no estilo ryokan (hospedaria típica japonesa) cujos quartos de hóspedes são feitos principalmente de madeira, mede 81,2m de comprimento e 12,75m de largura.

Publicidade

O navio também destaca um telhado de duas águas, uma varanda de 35 metros quadrados, uma academia, salão de beleza, amplo banheiro com sauna e um sushi bar. Todas as instalações são feitas de madeira.

“A embarcação destaca um interior no estilo japonês, permitindo aos passageiros terem um momento relaxante e desfrutarem completamente dos encantos do *Mar Interior de Seto”, disse Akio Jo, presidente da empresa operadora da embarcação.

Ele disse que o navio, o qual usa um sistema de propulsão elétrico, pode viajar “tão silenciosamente que os passageiros não percebem que ele está se movendo.”

Todos os quartos com vista para o mar, valores e rotas

Todos os 19 quartos de quatro tipos oferecem vistas do mar. Cada quarto acomoda duas pessoas, com valores que variam de 400 mil a 1 milhão de ienes por noite.

O maior quarto, o Guntu Suite de 90 metros quadrados, na proa, oferece uma vista de 180 graus do mar.

Seis rotas estarão disponíveis para viajar no Mar Interior de Seto, principalmente para três dias e duas noites ou quatro dias e três noites.

A embarcação não fará paradas em qualquer porto durante suas viagens. Ele vai ancorar ao largo da costa e os passageiros serão enviados a seus destinos a bordo de dois botes.

*O Mar Interior de Seto (Seto Naikai) fica na parte sul do Japão. Esse mar fica entre o arquipélago japonês, entre as ilhas de Honshu, Shikoku e Kyushu, banhando as cidades de Kure e Hiroshima.

Informações: Guntu (em japonês)

Fonte e imagens: Asahi

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

As cidades mais seguras do mundo

Publicado em 17 de outubro de 2017, em Notícias do Mundo

Segundo o Safe Cities Index 2017, a cidade mais segura do mundo para viver é Tóquio, seguida por Singapura e Osaka. Confira a lista.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Tóquio foi eleita a cidade mais segura do mundo para viver no Safe Cities Index 2017

De acordo com o Safe Cities Index 2017 (Índice de Cidades Seguras 2017), um relatório produzido pela unidade da Economist Intelligence, a cidade mais segura do mundo neste ano é Tóquio, seguida por Singapura e Osaka.

Publicidade

O relatório analisou 60 grandes cidades em todo o globo, utilizando quatro critérios fundamentais para determinar quais são as mais seguras e poucas seguras: segurança digital, segurança de saúde, segurança de infraestrutura e segurança pessoal.

Tóquio, que também ficou em primeiro lugar no ano de 2015, recebeu uma pontuação total de 89.8, ficando em primeiro para segurança digital, em segundo para segurança da saúde e quarto para segurança pessoal. A cidade foi classificada em 12º lugar para segurança de infraestrutura.

Singapura recebeu uma pontuação de 89.64 e Osaka 88.87. Toronto, Melbourne, Amsterdã, Sydney, Estocolmo, Hong Kong e Zurique ficaram entre as dez mais seguras.

No lado oposto, Karachi, no Paquistão, foi considerada a cidade menos segura, com uma pontuação total de 38.77.

Karachi ficou em último para segurança na saúde e segurança pessoal e teve a maior frequência e gravidade de ataques terroristas. Yangon, em Myanmar, ficou em segundo nas cidades menos seguras, com uma pontuação de 46.47. Dhaka, Jakarta, Ho Chi Minh City, Manila, Caracas, Quito, Teerã, Cairo e Joanesburgo ficaram na parte inferior da lista.

Fonte: The Economist

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância